Decepcionado, Barrichello diz que Williams precisa mudar carro

Equipe é a única, além das nanicas, Lotus, Hispania e Virgin, a não pontuar após quatro etapas

AE, Agência Estado

08 de maio de 2011 | 13h09

ISTAMBUL - O brasileiro Rubens Barrichello reconheceu neste domingo, após a realização do GP da Turquia, que a Williams precisa melhorar a competitividade do seu carro para a sequência da temporada 2011 da Fórmula 1. O experiente brasileiro terminou a prova em Istambul apenas na 15ª colocação e segue sem pontuar neste ano, assim como a escuderia inglesa, após a realização de quatro provas.

"Tivemos uma melhora no treino de classificação, mas precisamos fazer algumas mudanças no carro para garantir que os pneus traseiros possam chegar ao fim da corrida em boa condição. Portanto, cabe a nós a melhorar o nosso ritmo", afirmou Barrichello, que havia ficado otimista no sábado com o 11º lugar obtido para o grid de largada.

O piloto brasileiro revelou ter tido problemas com o Kers - sistema de recuperação de energia cinética - durante a corrida, o que o atrapalhou na disputa de posições. "Lutamos um pouco com a velocidade em reta de hoje e em vários pontos durante a corrida eu não podia usar o Kers o que dificultou a defesa [da posição]", disse.

Veja também:

link Vettel vence na Turquia e dispara na Fórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.