Decepcionado, Vettel lamenta problemas no motor

O alemão Sebastian Vettel não escondeu a decepção ao fim do GP da Coreia do Sul neste domingo. O piloto desperdiçou a chance de obter mais uma vitória e alcançar a liderança da Fórmula 1 ao sofrer um problema no motor nas voltas finais, quando liderava a corrida.

AE, Agência Estado

24 de outubro de 2010 | 10h21

Veja também:

link Sorte brilha para Alonso e espanhol vence na Coreia do Sul

"Vocês viram, o motor parou e eu não pude fazer nada", disse o alemão, em entrevista aos jornalistas da TV RAI, da Itália. "Este não é um bom momento. Estivemos no topo o tempo inteiro, controlamos a corrida, não havia mais nada que podíamos fazer", comentou, frustrado.

Apesar da decepção, Vettel, quarto colocado no campeonato, manteve a confiança na briga pelo título. "Há ainda 50 pontos disponíveis na disputa do título. Seria mais fácil se tivéssemos ganhado hoje e o motor não tivesse quebrado. Mas a vida é assim", declarou.

Ao fim da prova, Fabrice Lom, engenheiro responsável pela Renault, que fornece o motor para a Red Bull, pediu desculpas pelos problemas no carro de Vettel. "Que resultado ruim para nós. Não somamos nenhum ponto depois de largar na primeira fila [Mark Webber saiu em segundo, mas bateu no início da corrida]. Foi uma grande decepção", lamentou.

Chefe da Red Bull, Christian Horner também lamentou o resultado dos seus dois pilotos neste domingo. "Em alguns momentos, o automobilismo pode ser cruel. E, para a Red Bull hoje, foi infelizmente um desses dias", declarou, sem comentar o pedido de desculpas da Renault.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.