Edgar Su/Reuters
Edgar Su/Reuters

Depois de estreia frustrante, Lotus tenta reação na Fórmula 1 na Malásia

Equipe tenta superar abandonos dos pilotos no GP da Austrália e mira recuperação

Agência Estado

27 de março de 2014 | 11h50

KUALA LUMPUR - A Lotus foi uma das equipes mais consistentes da Fórmula 1 no ano passado, quando chegou a ameaçar as gigantes Ferrari e Mercedes. Nesta temporada, porém, começou muito mal, com o abandono de seus dois pilotos na corrida de abertura, há duas semanas, na Austrália. Agora, busca reação no GP da Malásia, que acontece neste domingo, no circuito de Sepang.

Em Melbourne, o francês Romain Grosjean e o venezuelano Pastor Maldonado abandonaram antes da metade da corrida, ambos com problemas mecânicos no carro, o que causou frustração na Lotus. A expectativa, porém, é de que a equipe consiga melhor sorte na Malásia - os treinos livres começam nesta quinta-feira, a partir das 23 horas (horário de Brasília).

"Temos que dar um passo de cada vez e ser pacientes quando as coisas não dão certo. Todos na equipe acreditam que podemos dar a volta por cima e lutar por pontos, chegando até ao pódio", avisou Grosjean. "Os problemas que tivemos não são complicados, são fáceis de consertar. Estamos todos trabalhando juntos. E, se terminamos a corrida, temos chance de disputar boas posições", completou Maldonado, que está em sua primeira temporada na Lotus.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.