Diego Azubel/EFE
Diego Azubel/EFE

Destaque nos treinos livres, Verstappen torce por chuva no GP da Austrália

Piloto da Red Bull é o segundo mais veloz do dia e ficou atrás apenas do inglês Lewis Hamilton

Estadao Conteudo

23 de março de 2018 | 14h54

O holandês Max Verstappen foi um dos destaques nos dois primeiros treinos livres do GP da Austrália, realizado na madrugada de sexta-feira, em Melbourne. O piloto da Red Bull foi o segundo mais veloz do dia e ficou atrás apenas do inglês Lewis Hamilton.

+ ESPECIAL - Guia da Fórmula 1

Os dois foram os únicos a rodar na casa do 1min24s. Verstappen terminou a segunda sessão 0s127 atrás do atual campeão do mundo. Tanto Hamilton quanto o holandês registraram as melhores voltas com os pneus ultramacios.

"Para mim foi um bom começo para o final de semana. Estou muito feliz com isso. O carro se comportou bem na pista. Claro que realizamos apenas dois treinos, então ainda não dá para dizer quem está mais forte e nem como será o dia da corrida", disse Verstappen.

Na opinião do holandês, inicialmente, o ritmo do carro da Mercedes é o melhor. Por isso, ele torce para que o tempo mude no final de semana. "Não tenho o que reclamar do nosso carro. Mas um pouco de chuva no final de semana seria muito bom para nós. O carro tem conseguido bons resultados em pista molhada", prosseguiu.

Os pilotos voltam para a pista em Melbourne à meia-noite deste sábado (horário de Brasília) para o terceiro treino livre. E a previsão inicial é de chuva, para a felicidade de Verstappen. O classificatório está marcada para as 3 horas. No domingo, a corrida terá largada às 2h10 (também de Brasília).

"A primeira corrida da temporada não diz muito o que vai acontecer. Acredito que é necessário dois ou três Grandes Prêmios para entendermos o que está se passando. Vai depender de como cada um conseguirá se desenvolver nesse início de temporada", prosseguiu o holandês.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Max Verstappen

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.