Di Grassi se diz ansioso para retomar testes após batida

O brasileiro Lucas Di Grassi voltou a ter problemas com seu VR-01 nesta quinta-feira, na primeira sessão da última semana de testes coletivos da Fórmula 1 antes da abertura da temporada, no GP do Bahrein, no dia 14 de março.

AE, Agencia Estado

25 de fevereiro de 2010 | 18h28

O piloto da Virgin rodou na curva nove do circuito de Montmeló, em Barcelona, e encerrou sua participação no treino, após completar apenas 31 voltas. Di Grassi voltará às pistas no domingo, no último dia de testes. "Estou bem, motivado e muito ansioso para voltar a guiar o VR-01", afirmou o brasileiro.

Para o diretor técnico da equipe, Nick Wirth, as novas configurações testadas nesta quinta causaram a rodada do piloto. "Fazíamos bons progressos no desenvolvimento do sistema hidráulico do carro. Experimentávamos novas configurações, que estavam afetando negativamente a condução, que infelizmente resultaram na rodada e no contato com a barreira de pneus", explicou.

A batida não deverá atrapalhar a sessão de sexta-feira, informou Wirth. O alemão Timo Glock, parceiro de Di Grassi, assumirá o comando do carro até o sábado. "Vamos trabalhar muito até amanhã [sexta] para substituir a suspensão quebrada e as asas. Devemos estar de volta à pista amanhã pela manhã, quando esperamos realmente começar a construir a nossa quilometragem", planejou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1VirginLucas Di Grassi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.