Divulgação/Circuito de Spa-Francorchamps
Divulgação/Circuito de Spa-Francorchamps

Diretora de circuito belga da Fórmula 1 é morta pelo marido a tiros

Nathalie Maillet foi assassinada pelo ex-piloto Franz Dubois; corpo foi encontrado em casa com o de outra mulher, conhecida do casal

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de agosto de 2021 | 17h20

Nathalie Maillet, diretora de Spa-Francorchamps, circuito belga de Fórmula 1, foi assassinada no último domingo. Emissoras e sites belgas diziam que ela havia sido encontrada morta em casa, mas depois veio a confirmação de que seu marido, o ex-piloto Franz Dubois, matou a esposa. O caso é tratado como feminícidio.

Segundo o jornal DH, da Bélgica, Dubois teria encontrado a mulher com uma amante na residência do casal, localizada em Gouvy, município dentro da província de Luxemburgo, na Bélgica. Na sequência, o assassino teria pego uma arma e causado uma morte tripla, a das duas mulheres e a sua própria. O caso corre pelo magistrado do Ministério Público. 

A outra vítima, Ann Lawrence Durviau, era advogada e conhecida do casal. A prefeita de Gouvy, Véronique Léonard, afirmou que foi avisada, por volta das 2h30, pela polícia, de que um duplo homicídio, seguido de um suicídio, tinha sido cometido na casa.

Em nota, o Ministério Público Local declarou que “os corpos sem vida de duas mulheres e um homem foram descobertos pela polícia em uma casa em Gouvy, todos os três com ferimentos a bala. De acordo com as primeiras informações coletadas, o indivíduo de gênero masculino o fez de forma proposital, com uso de sua arma em relação às duas mulheres, entre as quais estava sua esposa, resultando na morte delas, antes do suicídio".

O perfil oficial da Fórmula lamentou o caso e enviou condolências à família de Maillet e amigos. "Estamos profundamente tristes com a terrível notícia da morte de nossa amiga Nathalie Maillet. A comunidade do automobilismo perdeu uma pessoa incrível e todos vamos sentir muito a falta dela."

Comandando o circuito belga desde junho de 2016, a diretora-executiva tomou uma medida garantindo que a pista fosse anfitriã de diferentes provas do automobilismo. Ela era esperada em Spa-Francorchamps para o Rali de Ypres, oitava etapa da temporada 2021 do Mundial da categoria, mas quando ela não apareceu, as autoridades começaram uma busca para encontrá-la. O presidente do circuito, Melchior Wathelet, deu uma declaração à RTL belga sobre a situação.

“Estamos tristes, obviamente. Todos os nossos pensamentos, em primeiro lugar, para a família de Nathalie, para seus entes queridos. Para quem a conhece, o circuito é parte integrante da família dela. É aqui que ela gostava de estar, onde gostava de passar o tempo, e é verdade que hoje, apesar da bela festa do WRC, é um dia difícil", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.