Dixon confirma favoritismo e vence 500 milhas de Indianápolis

Neozelandês fatura a segunda no ano na F-Indy, em dia de Vitor Meira, que consegue um segundo lugar

Milton Pazzi Jr., estadão.com.br

25 de maio de 2008 | 17h58

O neozelandês Scott Dixon, da Chip Ganassi, teve um domingo perfeito. Venceu as 500 milhas de Indianápolis e conseguiu assumir a liderança da temporada 2008 da Fórmula Indy, após seis corridas disputadas. Ele teve a surpreendente companhia do brasileiro Vitor Meira (Panther), que chegou em segundo lugar, e Marco Andretti (Andretti Green) fechando o pódio, em terceiro.Veja também: Fórmula Indy 2008 - ClassificaçãoA vitória de Dixon confirmou o favoritismo de quem largou na pole position, em sua primeira vitória na mítica corrida, a segunda no ano - em 2007 ele tinha sido vice na Indy 500. Com essa vitória ele conseguiu desbancar o brasileiro Hélio Castroneves, que chegou em quarto lugar e agora é o vice-líder (188 a 176 pontos), faltando 11 corridas para o fim da temporada. Vitor Meira sai com a sensação de vitória. Fez uma corrida estratégica e protagonizou um dos melhores momentos da prova: a ultrapassagem por Ed Carpenter (EUA/Vision) e Scott Dixon na relargada da volta 157, passando pelo meio dos dois pilotos em plena reta dos boxes.Hélio Castroneves ficou longe de conseguir brigar pela sua terceira vitória na corrida. Largou em quarto, perdeu posições e ainda teve uma parada forçada quando a asa direita do bico de sua Penske quebrou ao ser atingida por uma peça do carro do canadense Marty Roth, outro que escapou bateu no muro na curva 4 na volta 54. Mas chegou na mesma posição de onde partiu.PROTESTOSO dia não foi da equipe Andretti Green. A vitória poderia ter vindo com Tony Kanaan, que estava em ritmo forte e alcançou o terceiro lugar, onde ficou por bastante tempo. Na volta 92 conseguiu passar a dupla Wheldon-Dixon e assumir a ponta, por 14 voltas, mas teve de abandonar - antes de sair bateu com a americana Sarah Fisher. Ele acusou Marco Andretti de forçar uma ultrapassagem e causar o problema. "Foi uma manobra estúpida do Marco! Não era o momento de forçar daquela maneira quando tínhamos acabado de passar da metade da corrida", desabafou o baiano. "Estúpida? Eu não sei como aquilo foi estúpido. Estou tranqüilo, talvez vendo pela TV eu mude de opinião", se defendeu o americano.Assim como o brasileiro, sua colega de equipe, a norte-americana Danica Patrick, teve de sair da corrida por causa de um acidente desnecessário. O australiano Ryan Briscoe (Penske) a atingiu na saída dos boxes, por descuidado. Furiosa, ela quis tirar satisfação na hora e foi impedida por um segurança. "Talvez seja melhor eu sair bem lá de trás, longe", ironizou, já que não foi a primeira vez que acabou atingida por Briscoe. Saiu ovacionada pelos 500 mil torcedores da pista.ACIDENTESSustos tiveram os pilotos A.J.Foyt IV (EUA/Vision) - que viu seu carro pegar fogo no pit stop da volta 32 após o abastecimento - e Jaime Camara (Conquest), que viu seu carro escorregar na entrada da curva 3 e atingir o muro, na volta 80. Apesar da batida forte, nada lhe aconteceu.QUASEBruno Junqueira (Dale Coyne) foi o primeiro brasileiro a liderar a prova. Mas isso por não ter parado no pit stop logo no começo, só por duas voltas. Teve problemas para voltar à pista depois por causa do espelho direito e chegou em 20.º. Mário Moraes também liderou a corrida, em sua estréia. Foi na volta 135, quando todos os carros foram abastecer e trocar pneus. Terminou em 18.º lugar. Enrique Bernoldi foi o 15.º. A próxima corrida é o GP de Milwaukee, dia 1 de junho, às 17 horas (de Brasília).FÓRMULA INDY 2008 – 500 MILHAS DE INDIANÁPOLISCLASSIFICAÇÃO FINAL – 200 voltas1.º - (9) Scott Dixon (NZL/Chip Ganassi), 3h28m57s67922.º - (4) Vitor Meira (BRA/Panther), a 1s74983.º - (26) Marco Andretti (EUA/Andretti Green), a 2s31274.º - (3) Helio Castroneves (BRA/Penske), a 6s26195.º - (20) Ed Carpenter (EUA/Vision), 6s55056.º - (17) Ryan Hunter-Reay (EUA/Rahal-Letterman), a 6s98947.º - (27) Hideki Mutoh (JAP/Andretti Green), a 7s87688.º - (15) Buddy Rice (EUA/Dreyer & Reinbold), a 8s87989.º - (14) Darren Manning (ING/A.J. Foyt), a 9s201910.º - (99) Townsend Bell (EUA/Dreyer & Reinbold), a 9s456711.º - (5) Oriol Servia (ESP/KV Racing), a 22s496612.º - (10) Dan Wheldon (ING/Chip Ganassi), 30s709013.º - (8) Will Power (AUS/KV Racing), a 31s666614.º - (22) Davey Hamilton (EUA/Vision), a 32s008415.º - (36) Enrique Bernoldi (BRA/Conquest), a 32s107516.º - (24) John Andretti (EUA/Roth Racing), a 1 volta17.º - (91) Buddy Lazier (EUA/Hemelgarn Johnson), a 5 voltas18.º - (19) Mario Moraes (BRA/Dale Coyne), a 6 voltas19.º - (23) Milka Duno (VEN/Dreyer & Reinbold), a 15 voltas20.º - (18) Bruno Junqueira (BRA/Dale Coyne), a 16 voltas21.º - (2) A.J. Foyt IV (EUA/Vision), a 20 voltasNão terminaram a corrida:(7) Danica Patrick (EUA/Andretti Green), acidente, volta 171(6) Ryan Briscoe (AUS/Penske), acidente, volta 171(12) Tomas Scheckter (AFS/Luzco Dragon), quebra, volta 156(16) Alex Lloyd (ING/Rahal-Letterman), acidente, volta 151(33) Ernesto Viso (VEN/HVM Racing), quebra, volta 139(02) Justin Wilson (ING/Newman Hass), acidente, volta 132(41) Jeff Simmons (EUA/A.J. Foyt), acidente, volta 112(11) Tony Kanaan (BRA/Andretti Green), acidente, volta 105(67) Sarah Fisher (EUA/Sarah Fisher), acidente, volta 103(34) Jaime Camara (BRA/Conquest), acidente, volta 79(25) Marty Roth (CAN/Roth Racing), acidente, volta 59(06) Graham Rahal (EUA/Newman Hass), acidente, volta 36Volta mais rápida: Marco Andretti, 40s1720, volta 161 (360,55 km/h)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.