Darren Hauck/AP
Darren Hauck/AP

Dixon vence em Milwaukee e volta à ponta da F-Indy

Neozelandês domina corrida no oval em dia ruim para Castroneves e Kanaan; Moraes é o sexto

Milton Pazzi Jr., estadao.com.br

31 de maio de 2009 | 18h57

O neozelandês Scott Dixon (Chip Ganassi), campeão da temporada passada da Fórmula Indy, está de volta à liderança da classificação. Ele venceu neste domingo o GP de Milwaukee (oval), sua segunda conquista no ano, e chega a 161 pontos, com quatro pontos de vantagem para os empatados em segundo lugar Ryan Briscoe (AUS/Penske - que havia sido o pole) e Dario Franchitti (ESC/Chip Ganassi), ambos com 157 pontos.

Veja também:

F-Indy 2009 - tabela Classificação

Para os brasileiros, contrastes. Raphael Matos (Luczo Dragon) garantiu sua melhor colocação no ano, ao terminar a prova na sexta posição. Agora, ele é o 14.º na classificação, com 88 pontos. O canadense Paul Tracy, que substitui Vitor Meira - fora da temporada devido à fratura de duas vértebras - ficou longe das melhores posições.

Helio Castroneves ficou longe de conseguir repetir o bom desempenho da semana passada, quando foi tricampeão das 500 milhas de Indianápolis. Largou em último lugar por ter batido no treino classificatório e tentou ganhar posições, mas em seu melhor momento, teve problemas, pois o carro morreu na saída de um pitstop. Terminou em 11.º lugar. No campeonato é quinto, com 136 pontos, a 25 do líder.

CRISE MECÂNICA

Já Tony Kanaan, que liderava a classificação da temporada antes da Indy 500, teve outro problema mecânico. Desta vez seu carro pegou fogo no motor, abaixo da carenagem, depois de um pitstop, o que lhe obrigou a abandonar na volta 132. Ele chegou a liderar a corrida logo na largada até a volta 26, quando seu carro perdeu rendimento.

Ele reclamou do momento - corre ainda com uma fratura na costela ocasionada pela batida na prova anterior, motivada também por problemas mecânicos. “Não podemos ter problemas como esse. É com esse tipo de coisa que se perde um campeonato”, disse o brasileiro.

A próxima etapa (a sexta) é a do Texas, que acontece sábado que vem (6), em outro oval, mas com 228 voltas.

INDY LIGHTS

O brasileiro Mario Romancini, em seu ano de estreia na Indy Lights, venceu sua primeira prova, neste GP de Milwaukee. Ele largou na pole position e liderou todas as 100 voltas da prova. Agora é o terceiro no campeonato, com 79 pontos. J.R. Hildebrand é o líder, com 198.

"Estou muito feliz pelo resultado, em especial porque esta foi minha terceira corrida em circuitos ovais”, resumiu Romancini. Bia Figueiredo, que se acidentou em Indianápolis, não disputou a corrida - por problemas financeiros. Rodrigo Barbosa, o terceiro brasileiro na categoria, chegou em 12.º lugar.

 FÓRMULA INDY 2009 - GP DE MILWAUKEE (oval)

 CLASSIFICAÇÃO FINAL - 225 voltas

 

1.º - Scott Dixon (NZL/Chip Ganassi), 1h38min43s9552

2.º - Ryan Briscoe (AUS/Penske), a 2s1257

3.º - Dario Franchitti (ESC/Chip Ganassi), a 2s2644

4.º - Graham Rahal (EUA/Newman-Haas-Lanigan), a 2s6744

5.º - Danica Patrick (EUA/Andretti Green), a 5s9824

6.º - Raphael Matos (BRA/Luczo Dragon), a 15s8877

7.º - Marco Andretti (EUA/Andretti Green), a 17s9448

8.º - Hideki Mutoh (JAP/Andretti Green), a 1 volta

9.º - Mario Moraes (BRA/KV), a 1 volta

10.º - Dan Wheldon (EUA/Panther), a 1 volta

11.º - Helio Castroneves (BRA/Penske), a 3 voltas

12.º - Ryan Hunter-Reay (EUA/Vision), a 3 voltas

13.º - Tomas Scheckter (AFS/Mona-VIE), a 3 voltas

14.º - Robert Doornbos (HOL/Newman-Haas-Lanigan), a 5 voltas

15.º - Justin Wilson (ING/Dale Coyne), a 6 voltas

16.º - Ed Carpenter (EUA/Vision), a 6 voltas

17.º - Paul Tracy (CAN/KV), a 6 voltas

Não terminaram a prova:

E.J. Viso (VEN/HVM), quebra, volta 175

Tony Kanaan (BRA/Andretti Green), quebra, volta 132

Mike Conway (ING/Dreyer & Reinbold), acidente, volta 55

Stanton Barrett (EUA/Curb-Agajanian-3G), abandono, volta 1

Mais voltas na liderança: Ryan Briscoe (AUS/Penske), 154

Volta mais rápida: Scott Dixon (NZL/Chip Ganassi), 22s2788, na volta 177

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.