Dono da Minardi provoca equipes da F1

A Fórmula 1 se prepara para a próxima grande batalha: a disputa entre Paul Stoddart, o valente australiano que é dono da Minardi, e praticamente todos os demais representantes de equipes. No começo do ano, o presidente da FIA, Max Mosley, concordou com o pedido dos times grandes, contrários ao banimento de alguns recursos eletrônicos, como o controle de tração, a partir do GP da Grã-Bretanha, o próximo da temporada, dia 20 em Silverstone. Exigiu em troca, porém, que as maiores equipes levassem adiante a idéia de criar o fundo de ajuda às pequenas. Como Stoddart não recebeu metade do que seria da Arrows este ano, US$ 8 milhões, conforme promessa - a outra metade iria para a Jordan -, ele resolveu criar confusão. Quer que todos corram sem o controle de tração na Inglaterra.Nesta segunda, Jean Todt, diretor-esportivo da Ferrari, comentou a situação: "Nós também somos contra o controle de tração, mas como não há como a FIA controlar sua proibição, o aceitamos". E depois, emendou: "Se os comissários resolverem desclassificar todos em Silverstone e dar a vitória à Minardi, a única sem o controle de tração, o que não creio, será bom para nós."

Agencia Estado,

07 de julho de 2003 | 15h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.