Dono de nova equipe da F1 diz que Ferrari vai avaliar Gutiérrez para 2017

Dono da nova equipe da Fórmula 1, o empresário norte-americano Gene Haas afirmou nesta sexta-feira que a Ferrari cedeu o piloto mexicano Esteban Gutiérrez ao seu time para que seja testado na pista antes de uma possível efetivação como titular da escuderia italiana no futuro.

Estadão Conteúdo

25 de dezembro de 2015 | 12h08

"A Ferrari está interessada em acompanhar melhor as habilidades de Esteban. E, por isso, eles gostariam de vê-lo na pista para avaliarem uma futura contratação", afirmou Haas ao site da revista inglesa Autosport.

Gutiérrez se tornou membro da academia da Ferrari no início deste ano, após ser dispensado pela Sauber, pela qual disputou dois Mundiais de F1. Mas, como teve poucas chances de se destacar no limitado carro da Sauber em 2013 e 2014, a Ferrari decidiu cedê-lo à Haas para ganhar mais experiência e avaliar seu potencial para virar opção para o time no futuro.

"A Ferrari é tipo uma novidade top. E você só entra numa universidade dessas se tiver boas credenciais", comparou Haas. "Ao ceder o piloto para nós é como se a Ferrari dissesse: ''aqui temos um piloto que vale a pena considerar. Por isso gostaríamos de ver ele pilotando o seu carro''".

Gutiérrez e o francês Romain Grosjean, que estava na Lotus (comprada recentemente pela Renault), vão compor a dupla de pilotos da estreante Haas F1 Team no Mundial de 2016.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1FerrariHaasGutiérrez

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.