Claudio Giovannini/EFE
Claudio Giovannini/EFE

Dovizioso bate recorde de velocidade e Iannone lidera 1º dia de treinos na Itália

Piloto italiano confirma primeira colocação ao completar sua melhor volta no Circuito de Mugello em 1min46s735

Estadão Conteúdo

01 de junho de 2018 | 13h22

O primeiro dia de treinos livres para a etapa da Itália da MotoGP terminou com o italiano Andrea Iannone na frente. O piloto da Suzuki Ecstar já havia sido o mais veloz na parte da manhã nesta sexta-feira e confirmou a primeira colocação na parte da tarde, ao completar sua melhor volta no Circuito de Mugello em 1min46s735.

+ Tudo sobre motovelocidade!

+ Mallya deixa cargo de diretor, mas segue como chefe da Force India na F-1

+ Will Power se emociona com vitória inédita em Indianápolis: 'Vontade de chorar'

Iannone foi o mais rápido e superou um dia repleto de acidentes para garantir a liderança das sessões. Ele foi o único piloto a rodar na casa de 1min46s. A segunda colocação ficou com o espanhol Maverick Viñales, da Movistar Yamaha, que marcou 1min47s122, seguido pelo compatriota Marc Márquez, da Repsol Honda, que cravou 1min47s218.

O francês Johann Zarco, da Monster Yamaha, o australiano Jack Miller, da Alma Pramac, e o britânico Cal Crutchlow, da LCR Honda Castrol, respectivamente, completaram as seis primeiras colocações. Só então apareceu o multicampeão Valentino Rossi, da Movistar Yamaha, em sétimo.

O italiano Andrea Dovizioso ficou apenas na 12.ª colocação, mas fez história nesta sexta-feira. Ele aproveitou a longa reta do Circuito de Mugello e estabeleceu o novo recorde de velocidade da MotoGP. Sua moto da Ducati alcançou incríveis 356,4km/h, superando os 354,9km/h estabelecidos por Iannone em 2016.

Mas não foi só de marcas e velocidade que foi feito o primeiro dia de treinos livres na Itália. A sexta-feira também foi repleta de acidentes. A maioria, sem grandes repercussões, mas um deles causou muita preocupação: o do italiano Michele Pirro.

Na segunda sessão do treino, o piloto da Ducati perdeu o controle da moto em uma reta e foi "arremessado" ao ar, antes de se chocar fortemente contra a pista e rolar até parar na área de escape, desmaiado. A MotoGP informou que Pirro recuperou a consciência, foi examinado e encaminhado a um hospital nas redondezas do circuito.

"Pirro sofreu uma concussão cranial. Ele perdeu a consciência, mas já a recuperou. Sua coluna vertebral parece bem, assim como o resto de sua condição neurológica", explicou o médico Michele Zasa. A MotoGP também comunicou que o piloto deixou o circuito se movimentando e conversando.

Os competidores da categoria voltam à ação neste sábado, com o terceiro treino livre, às 4h55 (horário de Brasília). A atividade de classificação será realizada às 9h10. Já a prova acontecerá no domingo, às 9 horas.

Vindo de três vitórias consecutivas, Marc Márquez é o líder da temporada, com 95 pontos. Ele tem distância confortável para o segundo colocado, Maverick Viñales, que tem 59. Johann Zarco (58), Valentino Rossi (56) e Danilo Petrucci (54) completam os cinco primeiros.

Mais conteúdo sobre:
MotoGP [motovelocidade]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.