Heino Kalis/Reuters - 1/2/2010
Heino Kalis/Reuters - 1/2/2010

Ecclestone acha que Schumacher não continuará na F-1

'Se não melhorar seu desempenho, penso que não vai continuar', declarou o chefão da F-1

AE, Agência Estado

13 de julho de 2010 | 22h53

Bernie Ecclestone, chefão da Fórmula 1, afirmou nesta terça-feira que não acredita na permanência do alemão Michael Schumacher na categoria. Para Ecclestone, o heptacampeão deverá desistir de competir ao fim desta temporada se não melhorar o seu rendimento na Mercedes.

"Se não melhorar seu desempenho, penso que não vai continuar", declarou o chefão da F-1, que não espera uma reação do piloto nas próximas etapas da categoria. "Ele já deve ter compreendido que não é o mesmo de antes", completou.

Schumacher, porém, ainda não deu nenhum indicação de que desistirá de competir na F-1, apesar do seu fraco desempenho neste ano. O piloto, que assinou contrato de três anos no final de 2009, não tem conseguido acompanhar nem seu companheiro de Mercedes, Nico Rosberg, que chegou em terceiro no GP da Inglaterra, no domingo.

Com três pódios em 2010, Rosberg vem chegando na frente do heptacampeão com frequência desde o início da temporada, tanto nos treinos quanto nas corridas. Schumacher, por sua vez, não subiu ao pódio em nenhuma das nove etapas deste ano. Seu melhor desempenho aconteceu no GP da Turquia, quando foi o quarto colocado na prova.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.