Ecclestone conversa com argentinos sobre retorno da F-1

A Argentina pode voltar a integrar o calendário da Fórmula 1 em 2011, disse, neste sábado, Bernie Ecclestone, o todo-poderoso da categoria. "Estamos conversando a respeito de um meio para eles", disse ele à Reuters no GP de Mônaco, quando questionado sobre as conversas entre ele e autoridades argentinas.

Alan Baldwin, Reuters

23 de maio de 2009 | 16h13

Ele afirmou que o objetivo é 2011 e não o ano que vem. A Argentina, país do saudoso pentacampeão Juan Manuel Fangio, apareceu pela primeira vez no calendário da F1 em 1953 e recebeu 20 corridas em Buenos Aires ao longo das décadas até a última prova em 1998, vencida por Michael Schumacher, quando este estava na Ferrari.

Embora a imprensa argentina tenha levantado a possibilidade do retorno da categoria a um circuito de rua em Mar Del Plata, poucos têm reais esperanças de isso acontecer devido ao alto custo.

O GP do Brasil, em São Paulo, é atualmente a única prova do campeonato a ser disputada na América do Sul.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Bernie Ecclestone

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.