Nelson Almeida/ AFP
Nelson Almeida/ AFP

Ecclestone diz não ter dúvida de que Monza seguirá no calendário

Corrida é motivo de preocupação por causa da falta de recursos

Estadão Conteúdo

25 Novembro 2015 | 13h17

O chefão da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, afirmou nesta quarta-feira que "não tem dúvidas" de que o GP da Itália seguirá no calendário da categoria nas próximas temporadas. A corrida disputada no tradicional Circuito de Monza virou motivo de preocupação para os organizadores por causa da falta de recursos.

"Nós vamos encontrar a solução correta para providenciar um futuro para o GP da Itália. Eu não tenho mais dúvidas", afirmou Ecclestone, em entrevista ao jornal italiano Gazzetta dello Sport.

Circuito que mais recebeu corridas na história da F1, Monza corre o risco de ficar de fora do campeonato porque os responsáveis pela prova têm encontrado dificuldade para pagar os 25 milhões de euros anuais exigidos pela Fórmula 1 para seguir na categoria. O atual contrato termina no fim do próximo ano.

"As coisas vêm sendo esclarecidas e só falta uma definição entre nós e [Angelo] Sticchi Damiani, o presidente do Clube Automobilístico da Itália", disse Ecclestone. A próxima corrida em Monza está marcada para o dia 4 de setembro de 2016.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.