Ecclestone diz que espera fim da hegemonia de Vettel

O chefe da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, declarou nesta quinta-feira que espera o fim da hegemonia de Sebastian Vettel nesta temporada. Para ele, a dominância do piloto da Red Bull pode prejudicar a categoria e, por isso, ele espera que o campeonato deste ano seja decidido apenas no GP do Brasil, última etapa, no final de novembro.

AE-AP, Agência Estado

23 de fevereiro de 2012 | 16h25

"Nós sempre dizemos isto, mas espero que a última corrida seja a que definirá o vencedor do campeonato. Nós não queremos o que aconteceu no ano passado, que não foi bom. A única pessoa que diria não a isso seria Sebastian (Vettel), mas eu acredito que todos os outros concordariam", declarou.

Vettel tornou-se o mais jovem campeão da história da Fórmula 1 em 2010, após vencer a última etapa do campeonato, em Abu Dabi. No ano seguinte, o alemão conseguiu defender seu título, mas, desta vez, teve bem menos dificuldade para garantir o bi, com três provas de antecedência, no Japão, em outubro, terminando 122 ponto na frente do segundo colocado, o inglês Jenson Button.

De acordo com Ecclestone, a conquista antecipada do piloto da Red Bull interferiu negativamente na audiência da categoria. "Não foi bom. Estou surpreso que tenhamos sobrevivido com as audiências televisivas que conseguimos no final. Eu sempre me pergunto se as pessoas assistem por causa do campeonato ou por causa de uma corrida em particular", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.