Arquivo/AE
Arquivo/AE

Ecclestone é vítima de assalto violento em Londres

Chefe da F1 e sua namorada foram atacados por quatro ladrões e tiveram 200 mil libras roubadas

AE-AP, Agência Estado

26 de novembro de 2010 | 09h50

O presidente da FOM (Formula One Management) e chefe maior da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, foi vítima de um assalto violento na noite da última quarta-feira. O dirigente foi abordado por quatro ladrões, ao lado de sua namorada brasileira, na porta da sua casa, em Londres, e teve a quantia de cerca de 200 mil libras (cerca de US$ 314 mil) em joias que foram roubadas pelos assaltantes.

Para completar, Ecclestone, de 80 anos, sofreu com a violência dos ladrões, que deram socos e chutes no dirigente. Ele precisou, inclusive, ir a um hospital local para tratar de um ferimento na cabeça.

Ecclestone foi assaltado depois que deixava o escritório da Fórmula 1 na localidade de Knightsbridge, na região central de Londres. A polícia está investigando o incidente, mas ainda não conseguiu prender nenhum envolvido no crime.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Bernie Ecclestoneassalto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.