Ecclestone pode sair se empresa de Murdoch tomar o controle da F1

'Estou suficientemente velho para pedir pensão, então não tenho que pedir um emprego'

Reuters

24 de abril de 2011 | 12h48

LONDRES - O chefe comercial da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, está pronto para renunciar se o grupo de comunicação de Rupert Murdoch for bem-sucedido na proposta de tomar o controle da categoria, informou o jornal Sunday Times.

Ecclestone, de 80 anos, que já havia descartado a ideia da aposentadoria, disse numa entrevista ao jornal: "Estou suficientemente velho para pedir pensão, então não tenho que pedir um emprego. Tenho que ter certeza que as pessoas [que vão adquirir a F1] são pessoas com as quais eu gostaria de trabalhar e que elas querem trabalhar comigo."

Uma fonte a par da situação contou à Reuters na última terça-feira que a News Corporation manteve conversas recentes com o bilionário mexicano Carlos Slim e ao menos uma das grandes escuderias a respeito da formação de um consórcio para adquirir o controle.

Fontes distintas informaram anteriormente à Reuters que a empresa CVC, atual proprietária, estaria conduzindo uma revisão estratégica e poderia vender.

A aquisição pela News Corp tem uma lógica clara, mas enfrentaria vários desafios para conseguir o apoio de esportistas de alto nível.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.