Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Ecclestone prevê acordo com as equipes da Fórmula 1

Os primeiros treinos livres do GP de Bahrein, etapa de abertura do Mundial de Fórmula 1, começam sexta-feira, no circuito de Sakhir. Mas talvez antes, segundo Bernie Ecclestone, o promotor da competição, todos com interesse na categoria poderão ter uma grande notícia: o fim do racha entre o dirigente e a associação das montadoras, que ameaça o futuro do evento.?Eu me surpreenderia se antes da corrida todas as questões entre nós não forem devidamente resolvidas?, afirmou Ecclestone, em entrevista publicada nesta segunda-feira no Daily Express, da Inglaterra. As montadoras, através da sua associação, Grand Prix Manufactures Association (GPMA), exigem o repasse de muito mais dinheiro do que recebem hoje da Formula One Management (FOM). Ecclestone arrecada, através da FOM, algo como US$ 700 milhões por ano, com a venda de direitos de imagem. Desse total, apenas 47% do líquido chegam às equipes.Outro aspecto em discussão é a profunda revisão conceitual que Ecclestone deseja implantar na Fórmula 1 a partir de 2008. O inglês e o presidente da FIA, Max Mosley, querem padronizar vários sistemas dos carros, como transmissão, freios, eletrônica, com o objetivo de reduzir drasticamente os custos de disputar a competição e atrair mais equipes. Já a GPMA defende parte das liberdades tecnológicas que sempre acompanharam a F1.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.