Franck Robichon/EFE
Franck Robichon/EFE

Em 10º, Massa admite dificuldades no Japão e valoriza ponto conquistado

Para brasileiro, desgaste dos pneus e falta de ritmo atrapalharam sua prova

Estadão Conteúdo

08 Outubro 2017 | 13h38

Depois de sair satisfeito do treino de sábado, Felipe Massa se mostrou decepcionado pelo rendimento apresentado na corrida neste domingo. O piloto brasileiro reclamou do desgaste dos pneus e disse não entender a falta de ritmo do seu carro no GP do Japão de Fórmula 1.

+ Hamilton vê vantagem 'inacreditável' sobre Vettel e elogia Verstappen

+ Vettel lamenta novo problema e diz que precisa 'proteger' Ferrari

"Hoje foi um dia muito difícil para nós. Eu estava sofrendo com a degradação dos pneus, dos dois tipos [supermacios e macios]. Os outros carros tinham melhor ritmo que o nosso e é difícil dizer o por quê", comentou Massa, após chegar em décimo lugar na corrida japonesa.

O brasileiro largou em 8º, mas oscilou entre o nono e o décimo posto ao longo de toda a prova. O maior desafio foi segurar os carros da Haas - chegou a tocar rodas com o dinamarquês Kevin Magnussen -, porém ele reconheceu que sua Williams não tinha a mesma velocidade dos rivais.

"Eu perdi posições para os pilotos da Haas numa manobra que foi meio complicada. Mas eles estava mais rápidos mesmo. Teriam me passado em outro momento provavelmente. Não fiquei satisfeito com o meu rendimento hoje, mas pelo menos somei um ponto. É melhor do que nada", afirmou.

Com o resultado, o brasileiro ocupa o 11º lugar no Mundial de Pilotos, com 34 pontos, dois a mais que o canadense Lance Stroll, seu companheiro de equipe, que está em 12º.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.