Nelson Almeida/AFP
Nelson Almeida/AFP

Em adeus, Massa valoriza 7º lugar: 'É como uma vitória para mim'

Piloto da Williams se emociona com última prova no Brasil e afirma ter enfrentado uma das corridas mais difíceis da carreira

Ciro Campos, Felipe Rosa Mendes e Rodolfo Mondoni, O Estado de S. Paulo

12 Novembro 2017 | 16h20

Felipe Massa comemorou quase como se fosse uma vitória o 7º lugar obtido em seu último GP do Brasil como piloto de Fórmula 1, neste domingo, no Autódromo de Interlagos. O piloto brasileiro exaltou o resultado em razão das limitações da Williams ao longo da temporada: "É como uma vitória para mim".

+ Hamilton brilha, mas Vettel vence prova no Brasil com recorde

+ João Doria diz torcer por permanência de São Paulo na Fórmula 1

"Dei o meu melhor e o resultado final é como uma vitória para mim, ainda mais por ser na frente de todos vocês", afirmou Massa, emocionado, ao se dirigir à torcida. "Tive vitórias que não foram tão difíceis quanto esta corrida. Tirei o máximo do carro hoje", disse o brasileiro, ao ser homenageado com uma entrevista fora do protocolo no pódio.

Massa largou da nona colocação neste domingo e se destacou durante a prova ao ganhar posições e conter as investidas dos rivais ao longo da prova, principalmente do espanhol Fernando Alonso, da McLaren.

"A corrida foi maravilhosa, foi uma largada incrível, fiz várias ultrapassagens, o que foi importantíssimo para o resultado final da prova. Aí teve o safety car, passei o Alonso logo em seguida. O carro dele era mais veloz do que o nosso no segundo setor [da pista]. Mas eu consegui lutar com ele a corrida inteira para ficar na frente dele e do [Sergio] Pérez. Foi uma corrida muito difícil porque eu tinha um ritmo inferior ao deles por causa do desgate dos pneus", analisou Massa.  

O bom início de corrida foi reconhecido até pelo filho de Massa. Em uma homenagem da Williams ao piloto, Felipinho mandou uma breve mensagem ao piloto via rádio no final da prova. "Estou muito orgulhoso de você. Apoiarei você para onde você for! Sua largada foi muito boa. Eu te amo!", disse o menino em inglês e português.

Após a bandeirada, Massa completou mais uma volta no traçado carregando uma bandeira verde, em referencia à bandeira nacional. Na chegada aos boxes, foi recebido com aplausos por integrantes de outras equipes, em situação semelhante, mas mais contida, a do ano passado, quando fez sua primeira despedida – ele desistiu da aposentadoria na F-1 ao ser convidado pela Williams para competir por mais um ano.

"Primeiro, eu queria dizer obrigado a todos vocês, de coração. Eu amo vocês, vou sentir muita falta disso", declarou o brasileiro à torcida. "A emoção que senti hoje foi imensa, que nem no ano passado, tudo por causa de vocês. Nunca vou esquecer deste dia na minha vida", afirmou o piloto de 36 anos, que ainda não decidiu como será o seu futuro. "Agora vou ficar em casa, deitar no sofá e descansar um pouco", brincou. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.