Em alta, Barrichello se diz ansioso por GP de Cingapura

Depois de vencer os GPs de Europa e Itália, Rubens Barrichello voltou à briga pelo título da Fórmula 1. Em Cingapura, onde disputará no domingo a 14ª etapa do Mundial, ele espera manter o bom momento, e confessa: está ansioso para voltar ao cockpit.

AE, Agencia Estado

22 de setembro de 2009 | 16h08

"Mal posso esperar para entrar no carro e ir para a briga nas pistas. Tive um mês ótimo, com duas vitórias, que nos dão impulso para as quatro provas finais", disse o brasileiro, que soma 66 pontos no Mundial - Jenson Button lidera com 80.

A quatro provas do fim da temporada, Barrichello ainda acredita que pode tirar a diferença para o inglês, seu companheiro de equipe na Brawn. Depois de Cingapura, a Fórmula 1 passará por Japão e Brasil, antes de última etapa, em Abu Dabi.

Sobre a corrida noturna em Cingapura, Barrichello lembrou que a prova do ano passado foi bem interessante, mas recordou-se de dificuldades. "É um circuito lento e precisamos de uma grande carga aerodinâmica. Também é preciso manter a concentração durante todo o tempo, há muitas curvas estreitas", afirmou o piloto. Em 2008, ele largou em 18º e parou com problemas elétricos na 14ª volta, quando era o 16º.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.