Divulgação/Arquivo Pessoal de Igor Fraga
Divulgação/Arquivo Pessoal de Igor Fraga

Em alta, brasileiro Igor Fraga entra para a academia de pilotos da Red Bull

Anúncio acontece poucos dias depois de Sérgio Sette Câmara voltar ao time austríaco, agora com o status de reserva da Red Bull e da AlphaTauri

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de março de 2020 | 11h36

O Brasil tem mais um piloto com chances de, em um futuro próximo, estar no grid da Fórmula 1. Em ótimo momento técnico e confirmado na Fórmula 3 pela Charouz, o brasileiro Igor Fraga foi confirmado nesta segunda-feira como novo membro do programa de jovens pilotos da Red Bull, academia da equipe de F-1 que já levou nomes como o tetracampeão alemão Sebastian Vettel até a categoria máxima do automobilismo.

O anúncio acontece poucos dias depois de Sérgio Sette Câmara voltar ao time austríaco, agora com o status de reserva da Red Bull e da AlphaTauri (novo nome da Toro Rosso). A oportunidade vem logo após Igor Fraga conquistar o Toyota Racing Series, torneio de verão dos mais tradicionais para jovens pilotos.

"Eu estou muito feliz pelo reconhecimento do meu trabalho. Realmente foi uma longa caminhada até a conquista do título do Toyota Racing Series. Para mim as coisas nunca foram fáceis, então eu dou um valor muito especial a cada conquista. Ingressar no programa da Red Bull certamente é uma das mais importantes. Somente jovens de grande potencial estão lá. É uma oportunidade mágica e vou me empenhar mais do que nunca para aproveitar ao máximo", comentou o brasileiro.

A carreira de Igor Fraga tem sido apoiada por um patrocinador bastante peculiar. Percebendo que se tratava de um competidor com potencial para ingressar no automobilismo de alto rendimento, a empresa japonesa Polyphony Digital, desenvolvedora do jogo best-seller Gran Turismo, passou a investir no piloto. Neste aspecto, o ingresso do brasileiro no programa da Red Bull foi providencial. "Neste ano passo a competir no Campeonato de Fórmula 3 da FIA pela equipe checa Charouz Racing System. Vou estar ao lado dos principais pilotos de F-3 do mundo", afirmou.

Paralelamente, Igor Fraga continuará sua carreira no automobilismo virtual. O brasileiro foi o primeiro campeão do FIA Nations Cup (2018) e conquistou o FIA Manufacturers Series no ano seguinte, ambos no Campeonato Mundial de Gran Turismo. Em conjunto com a gigante dos jogos de corridas virtuais, o brasileiro vem fazendo história ao abrir um novo caminho para jovens pilotos ingressarem no automobilismo real.

"Essa é uma ponte entre dois mundos que pouca gente acreditava ser viável há algum tempo. Hoje, felizmente as pessoas pensam diferente. Acho que minha carreira é uma prova disso. Vou estrear na elite da F-3 mundial e, mais do que isso, fui adotado por um dos principais projetos de apoio a jovens com potencial de chegar à F-1. Isso, realmente, não é pouca coisa. Estou muito honrado. E, claro, bastante feliz", finalizou.

Tudo o que sabemos sobre:
Igor FragaRed BullFórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.