Em casa, Stoner vence sua nona corrida em 2007

Mesmo largando em terceiro, campeão não tem problemas para ganhar o GP da Austrália da MotoGP

14 de outubro de 2007 | 09h24

Correndo em casa, Casey Stoner (Ducati) venceu o GP da Austrália, disputado neste domingo, em Phillip Island. A prova é a antepenúltima das 18 etapas da MotoGP e o campeão deste ano já acumula a sua nona conquista no mundial. O brasileiro Alexandre Barros, da Pramac D'Antin (um time B da Ducati), foi o quinto colocado.   Para vencer na Austrália, Stoner, que largava em terceiro, precisou superar o pole Daniel Pedrosa (Honda) e o pentacampeão da MotoGP Valentino Rossi (Yamaha), que terminaram respectivamente em quarto e terceiro lugares. Loris Capirossi foi o segundo e assegurou a festa da Ducati, que conquistou a sua segunda dobradinha na história.   Com o resultado, Stoner chegou a 322 pontos e abriu ainda mais vantagem sobre o vice-líder Valentino Rossi, que agora tem 230 pontos. O italiano ainda não tem o vice campeonato garantido, pois está apenas 29 pontos à frente do terceiro colocado Daniel Pedrosa, restando um máximo de 50 pontos em jogo. Barros é o 10.º na tabela, com 102 pontos. A próxima etapa da MotoGP será no próximo domingo, na Malásia.   Os dez primeiros na corrida:   1.º Casey Stoner (Ducati), 27 voltas em 41min12s2442.º Loris Capirossi (Ducati), a 6s7633.º Valentino Rossi (Yamaha), a 10s0384.º Daniel Pedrosa (Honda), a 11s6635.º Alexandre Barros (Ducati), a 19s4756.º Randy de Puniet (Kawasaki), a 27s3137.º John Hopkins (Suzuki), a 29s2438.º Chris Vermeulen (Suzuki), a 34s8339.º Colin Edwards (Yamaha), a 35s07310.º Marco Melandri (Honda), a 36s971   Os dez primeiros no campeonato:   1.º Casey Stoner - 322 pontos 2.º Valentino Rossi - 230 3.º Daniel Pedrosa - 201 4.º John Hopkins - 165 5.º Chris Vermeulen - 160 6.º Marco Melandri - 154 7.º Loris Capirossi - 1508.º Colin Edwards - 115 9.º Nicky Hayden - 11210.º Alexandre Barros - 102

Tudo o que sabemos sobre:
MotoGPGP da Austrália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.