Em clima de despedida, Button diz ainda ter muito a oferecer

Piloto inglês pode ter feito sua última corrida na Fórmula 1 neste domingo, em Abu Dabi, onde conquistou a quinta colocação

Estadão Conteúdo

23 de novembro de 2014 | 18h06

Jenson Button pode ter feito neste domingo a sua última corrida na Fórmula 1. Depois de 15 temporadas na categoria, o piloto inglês de 34 anos está com o futuro incerto, correndo sério risco de perder sua vaga na McLaren para o campeonato de 2015. Apesar de reconhecer a possibilidade de ter sido a sua despedida, ele comemorou o quinto lugar no GP de Abu Dabi e avisou que ainda tem muito a dar nas pistas.

Campeão da Fórmula 1 pela extinta Brawn GP em 2009, Button completou neste domingo a sua quinta temporada seguida na McLaren. Gostaria de continuar na equipe, mas deve ser substituído pelo espanhol Fernando Alonso, que acaba de sair da Ferrari e chegaria para formar dupla com o dinamarquês Kevin Magnussen na próxima temporada.

"Penso que fizemos o melhor que podíamos neste domingo. Em termos de estratégia, fizemos a coisa certa, mas nunca tivemos o ritmo suficiente para atacar os carros da frente", disse Button, ao comentar sobre a corrida em Abu Dabi, na qual o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, conseguiu a vitória e garantiu a conquista do título da temporada.

"O quinto lugar foi uma boa posição. Conseguir tirar o máximo do carro é tudo que se pode pedir para um piloto. E acho que provei neste ano que ainda tenho muito a dar", disse Button, que, já em clima de despedida, também tratou de agradecer a todos na equipe McLaren pelo "apoio". "Foi um prazer trabalhar com essas pessoas", admitiu.

Button terminou a temporada em oitavo lugar, com 126 pontos, enquanto seu companheiro de equipe, o novato Magnussen, conseguiu apenas a 11ª colocação, com 55. Caso não fique mesmo na McLaren, o inglês provavelmente mudará de categoria, passando a competir no Mundial de Endurance. Mesmo porque, ele já avisou que continuará pilotando.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Jenson ButtonGP de Abu Dabi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.