Will Lester/AP
Will Lester/AP

Acidente espetacular marca final de 500 Milhas de Fontana

Carros de Briscoe e de Hunter-Reay voaram na pista

Estadão Conteúdo

27 de junho de 2015 | 21h32

Em uma corrida que teve recorde histórico de troca de pilotos na liderança, o norte-americano Graham Rahal, da Rahal, conseguiu levar a melhor e conquistou neste sábado a vitória nas 500 Milhas de Fontana da Fórmula Indy. O brasileiro Tony Kanaan, da Ganassi, terminou em segundo lugar, seguido pelo norte-americano Marco Andretti, da Andretti, que fechou o pódio.

No total, foram 83 trocas na primeira colocação entre 14 pilotos. E a corrida não chegou a ter as 250 voltas previstas. A cinco giros do final no circuito de duas milhas, o australiano Will Power bateu no japonês Takuma Sato e a direção de prova deu bandeira vermelha.

Os carros tiveram que ir para os boxes e 16 pilotos estavam na mesma volta com chances de conseguir a vitória. Na relargada, Ryan Briscoe e Ryan Hunter-Reay que brigavam pelas primeiras colocações se tocaram, bateram forte contra o muro e a direção de prova optou por encerrar a corrida.

O brasileiro Helio Castroneves chegou a liderar a prova, mas foi fechado por Graham Rahal, bateu em Ryan Briscoe e deixou a disputa. Quem aproveitou foi o colombiano Juan Pablo Montoya que ficou com o quarto lugar. O norte-americano Sage Karam terminou em quinto, seguido pelo neozelandês Scott Dixon.

O britânico James Jakes foi o sétimo, com o norte-americano Charlie Kimball na oitava colocação. O francês Simon Pagenaud ficou em nono e o britânico Jack Hawksworth fechou a lista dos dez melhores classificados.

Após a corrida deste sábado, Montoya continua na liderança do campeonato com 374 pontos, seguido por Will Power, com Scott Dixon na terceira colocação e Helio Castroneves em quarto. O vencedor da prova, Graham Rahal, está em quinto. Os carros voltam para a pista agora no dia 12 de julho para a etapa de Wisconsin, em um circuito oval.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.