Em crise, McLaren anuncia marca de champanhe como novo patrocinador

Hoje uma coadjuvante de luxo entre as equipes de ponta da Fórmula 1, a McLaren anunciou nesta quarta-feira a Chandon, mais famosa marca de champanhes do mundo, como o seu novo patrocinador. O acordo foi firmado justamente nesta quarta com a empresa gigante no mercado de bebidas de luxo.

Estadão Conteúdo

30 de setembro de 2015 | 11h06

Ironicamente, porém, a tradicional equipe inglesa fecha um patrocínio com uma marca intimamente ligada a momentos de comemorações em uma fase na qual atravessa grande crise na F1. Mesmo contando com a dupla de campeões mundiais formada por Jenson Button e Fernando Alonso, o time segue amargando resultados pífios.

Nem mesmo a reedição histórica da parceria com a Honda, que voltou a fornecer motores para a escuderia de Woking após viver anos gloriosos com Ayrton Senna e Alain Prost entre o final dos anos de 1980 e o começo de 1990, fez a equipe chegar perto de ser competitiva a partir desta temporada.

A McLaren informou que firmou uma parceria de "longo prazo" com a Chandon e o presidente e CEO do time inglês, Ron Dennis, festejou o acordo nesta quarta. O dirigente destacou que é um "grande privilégio" associar o nome da escuderia a uma marca com sucesso mundialmente consolidado em seu segmento.

Ao todo, a McLaren somou apenas 17 pontos em 14 provas realizadas no campeonato de 2015 da Fórmula 1, mesmo após contratar Alonso, um dos quatro campeões mundiais em atividade no grid da categoria, ao lado de Button, Lewis Hamilton e Sebastian Vettel.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1McLaren

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.