Hunter-Reay vence em Pocono na Indy após acidentes e paralisações

Hunter-Reay vence em Pocono na Indy após acidentes e paralisações

Montoya, líder do campeonato, terminou na terceira posição

Estadão Conteúdo

23 de agosto de 2015 | 19h57

A etapa de Pocono da Fórmula Indy foi marcada por uma overdose de acidentes e de bandeiras amarelas. Após quase três horas e meia de prova, o norte-americano Ryan Hunter-Reay mostrou muito talento e saiu vencedor com uma grande relargada nas voltas finais. A corrida ficou marcada por um acidente fortíssimo de Justin Wilson, que foi acertado por um pedaço da asa do carro de Sage Karam e bateu com força no muro, já na parte final da prova.

A segunda colocação em Pocono ficou com Josef Newgarden, que esteve na disputa pela primeiras colocações por toda a prova. Extremamente cauteloso, o líder do campeonato, o colombiano Juan Pablo Montoya, conseguiu terminar em terceiro lugar. Esta posição representou praticamente a mão na taça para Montoya, que espera a próxima etapa de Sonoma, no próximo fim de semana, para ratificar sua conquista. O colombiano chegou a 500 pontos, contra 466 do norte-americano Graham Rahal, vice na classificação que abandonou a prova em Pocono, e 453 do neozelandês Scott Dixon.

O brasileiro Helio Castroneves, que ainda brigava pelo título, abandonou a corrida após sofrer acidente, mesma situação de Tony Kanaan, que também saiu mais cedo. No complemento das primeiras posições, Will Power chegou ainda em quarto e subiu para o quarto lugar na classificação geral, com 439, superando Castroneves, que ficou com 423 após a pole de sábado. Carlos Muñoz foi o quinto, Takuma Sato ficou em sexto, seguido por Simon Pagenaud, Ryan Briscoe, Scott Dixon e James Jakes.

Nas 200 voltas previstas, a prova teve 12 diferentes líderes - metade dos pilotos - e 12 carros não terminaram a corrida por problemas de contato ou mecânicos.No momento mais tenso da corrida, o acidente com Justin Wilson, o atendimento foi realizado em mais de 30 minutos. O piloto foi acertado no capacete por um pedaço da asa do carro de Sage Karam quando o norte-americano bateu com força no muro. Wilson teve, inclusive, de ser removido da pista de helicóptero.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.