Valdrin Xhemaj/EFE 
Valdrin Xhemaj/EFE 

Em pista nova, Hamilton prevê desafio no GP da Rússia

Apesar de ter conseguido a pole, inglês acha que o carro precisará de várias adaptações durante a corrida: 'Será um grande desafio'

Estadão Conteúdo

11 de outubro de 2014 | 12h10

O GP da Rússia, disputado em um circuito montado nas ruas e no parque olímpico da cidade de Sochi - sede dos Jogos de Inverno, em fevereiro passado -, está sendo realizado pela primeira vez na Fórmula 1. Sendo assim, o asfalto é novo e isso tem criado certa dificuldade para os pilotos. O inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, pole para a prova deste domingo, ressaltou que será um desafio para todos.

"É uma sensação incrível vir aqui neste lugar tão bonito e correr nesta pista. É divertido para pilotar. Pareceu bem mais difícil ter conseguido a volta mais rápida, mas estou satisfeito por ter melhorado meu desempenho a cada volta", disse Hamilton. "Amanhã (domingo) será um grande desafio. Tomara que possamos realizar uma grande corrida para todos".

Seu companheiro de equipe, o alemão Nico Rosberg, largará na segunda colocação e previu que será necessário muitas adaptações para a corrida. "Foi um treino de classificação muito difícil hoje (sábado). Temos que adaptar muitas coisas. A pista é nova e única, pois os pneus duram mais tempo e a pista está muito lisa", comentou.

Na briga com Hamilton pela liderança do campeonato - está com 10 pontos a menos que o inglês (266 a 256) -, Rosberg sabe que será preciso uma boa largada neste domingo. "Lewis foi mais rápido hoje (sábado), mas preciso de uma boa largada amanhã (domingo). Começar da primeira fila é uma boa posição para iniciar a prova e acredito que será um GP emocionante. Veremos muita ação nesta pista", afirmou o alemão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.