Fernando Bizerra Jr./ EFE
Fernando Bizerra Jr./ EFE

Em quarentena, Max Verstappen não participa de testes da Red Bull em Silverstone

Apenas o tailandês Alexander Albon entrou no cockpit do carro modelo de 2020 para dirigir pelos 100 quilômetros permitidos

Redação, Estadão Conteúdo

25 de junho de 2020 | 13h53

Max Verstappen não participou do teste feito pela Red Bull, nesta quinta-feira, no circuito de Silverstone, na Inglaterra. Morador em Mônaco, o piloto holandês de Fórmula 1 não teve tempo para permanecer os 14 dias de quarentena no Reino Unido. Com isso, apenas o tailandês Alexander Albon entrou no cockpit do carro modelo de 2020 para dirigir pelos 100 quilômetros permitidos.

Várias equipes, como Mercedes e Ferrari, já realizaram testes para dar ritmo aos pilotos e seguir os novos protocolos de segurança em vigor após a pandemia de coronavírus, mas a Red Bull é apenas a terceira equipe depois de Racing Point e Alpha Tauri a experimentar o carro atual.

Até agora, Mercedes, Ferrari e Renault rodaram com carros com especificações de 2018, em Silverstone, Mugello e Red Bull Ring, respectivamente, com a Racing Point testando as máquinas de 2020 em Silverstone.

A Alpha Tauri, também usou carros atuais no início desta semana em Imola, com Daniil Kvyat e Pierre Gasly dividindo as tarefas de direção.

O calendário da F-1, totalmente modificado por causa da pandemia, terá início dia 5, na Áustria, que vai receber a segunda etapa no dia 12. Dia 19, será a vez do circuito de Hungaroring, na Hungria, seguido por duas provas em Silverstone, dias 2 e 9 de agosto.

Barcelona (Espanha) em 16 de agosto, Spa-Francorchamps (Bélgica) em 30 de agosto e Monza (Itália) em 6 de setembro são as corridas confirmadas até o momento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.