Jean-Paul Pelissier/Reuters
Jean-Paul Pelissier/Reuters

Em retorno de GP francês, Hamilton conquista vitória fácil e retoma liderança da F-1

Inglês venceu de ponta a ponta no Circuito de Paul Ricard; Max Verstappen e Kimi Raikkonen completaram o pódio

Felipe Rosa Mendes, Estadão Conteúdo

24 Junho 2018 | 13h10

Lewis Hamilton só precisou de uma corrida para retomar a liderança da Fórmula 1. No retorno do GP da França ao calendário da categoria, o inglês venceu de ponta a ponta no Circuito de Paul Ricard, na cidade de Le Castellet, neste domingo, sem dar chance para os rivais. O tetracampeão mundial, que havia perdido a ponta na etapa passada, desbancou o alemão Sebastian Vettel e reassumiu a ponta do campeonato.

Em uma prova morna, sem maiores incidentes e disputas acirradas, o piloto da Mercedes largou na pole position e não foi ameaçado nem quando deixou a pista para trocar os pneus. Com facilidade, faturou a terceira vitória do ano e chegou aos 145 pontos, superando Vettel, agora com 131.

O alemão da Ferrari teve chance de impedir o sucesso de Hamilton ao largar em terceiro. Mas uma batida no finlandês Valtteri Bottas logo na largada o forçou a fazer uma corrida de recuperação. E o quinto lugar não foi o suficiente para frear Hamilton na classificação da temporada.

Seu companheiro de Ferrari, o finlandês Kimi Raikkonen se saiu melhor, principalmente na segunda metade da prova. Com boas ultrapassagens, ele cruzou a linha de chegada em terceiro e completou um pódio que também teve o holandês Max Verstappen, da Red Bull, em segundo.

Com o resultado, Hamilton alcançou a sua 65ª vitória na carreira, sendo a primeira na França. Não por acaso. A prova deste domingo marcou o retorno do GP francês e também do circuito de Paul Ricard à Fórmula 1. A categoria não realizava uma corrida no país desde 2008, quando Felipe Massa venceu em Magny-Cours. Paul Ricard, por sua vez, não sedia uma prova desde 1990, quando o local Alain Prost venceu e Ayrton Senna foi o terceiro colocado.

Pilotos e equipe voltam à pista já no próximo fim de semana. A nona etapa da temporada 2018 da Fórmula 1 será disputada em Spielberg, na Áustria.

 

A CORRIDA

O aguardado duelo entre Hamilton e Vettel nas primeiras voltas do GP francês foi adiado logo na largada, neste domingo. O alemão, líder do campeonato, cometeu erro bobo no início e acertou quase em cheio Bottas, o que levou ambos para o pelotão do fundo logo na primeira volta da prova.

O incidente também adiou as primeiras disputas na pista porque exigiu a entrada do safety car, que só liberou o "início" da corrida na 6ª volta. Neste intervalo, Vettel e Bottas foram para os boxes. O primeiro trocou o bico de sua Ferrari, enquanto o piloto da Mercedes colocou novos pneus. Outro incidente na primeira volta tirou Ocon e Gasly da corrida.

Verstappen foi o maior beneficiado pela batida no pelotão da frente. Pulou para o segundo lugar e logo passou a enfrentar a ameaça do companheiro de Red Bull, Daniel Ricciardo. No fundo, Vettel e Bottas começaram a escalar o pelotão. Na sequência, o alemão seria punido com cinco segundos por ter causado a batida na largada.

Na 18ª volta, o líder do campeonato já aparecia em 6º lugar. Enquanto isso, Hamilton abria sete segundos de vantagem para Verstappen lá na frente, na 26ª volta. Neste mesmo giro, Verstappen abriu a rodada de paradas nos boxes para mudança de pneus. Trocou os supermacios pelos macios. Ricciardo, três voltas mais tarde, fez o mesmo.

Raikkonen assumiu provisoriamente a segunda posição. Hamilton esperou a vantagem chegar a 20s para fazer sua parada, na 33ª volta. Ele retornou atrás do finlandês, mas isso durou pouco. O piloto da Ferrari logo foi para os boxes para também fazer a sua troca de pneus.

De volta à pista, Raikkonen se tornou o destaque da prova ao exibir forte ritmo e fazer as ultrapassagens mais bonitas deste domingo. A primeira vítima foi o próprio companheiro de equipe. O finlandês passou Vettel até com certa facilidade. Na sequência, deixou para trás Ricciardo, no 47º giro.

Foi o suficiente para garantir um lugar no pódio, salvando o dia da Ferrari em Paul Ricard. Verstappen, sem sustos, sustentou o segundo lugar e também colocou a Red Bull no pódio.

Confira a classificação final do GP da França:

1º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes), em 1h30min11s385

2º - Max Verstappen (HOL/Red Bull), a 7s090

3º - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), a 25s888

4º - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), a 34s736

5º - Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), a 61s935

6º - Kevin Magnussen (DIN/Haas), a 79s364

7º - Valtteri Bottas (FIN/Mercedes), a 80s632

8º - Carlos Sainz (ESP/Renault), a 87s184

9º - Nico Hülkenberg (ALE/Renault), a 91s989

10º - Charles Leclerc (MON/Sauber), a 93s873

11º - Romain Grosjean (FRA/Haas), a 1 volta

12º - Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren), a 1 volta

13º - Marcus Ericsson (SUE/Sauber), a 1 volta

14º - Brendon Hartley (NZL/Toro Rosso), a 1 volta

15º - Sergey Sirotkin (RUS/Williams), a 1 volta

Não completaram a prova:

Esteban Ocon (FRA/Force India)

Pierre Gasly (FRA/Toro Rosso)

Sergio Pérez (MEX/Force India)

Lance Stroll (CAN/Williams)

Fernando Alonso (ESP/McLaren)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.