Divulgação
Divulgação

Em terceiro, Barrichello vê evolução da Brawn GP nas 'férias'

Brasileiro larga à frente de Button em Valência e logo atrás das duas McLaren, mas com mais combustível

22 de agosto de 2009 | 15h51

VALÊNCIA - Terceiro colocado no grid de largada para o GP da Europa deste domingo, no circuito de rua de Valência, Rubens Barrichello acredita que a Brawn GP evoluiu nas três semanas em que a Fórmula 1 esteve "de férias."

Veja também:

link Dobradinha da McLaren e Barrichello 3.º no grid de Valência

tabela F-1: classificação do Mundial

especial Confira o calendário da temporada

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

forum BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

"Estou feliz, porque acho que a equipe fez um ótimo trabalho nestas férias. A gente teve de dar um passou atrás para dois à frente. A gente conseguiu melhorar, disse. "Meu intuito depois das férias é voltar mais forte para o campeonato e o primeiro passo para isto foi dado", comemorou o brasileiro, que também aposta em um "amuleto" para chegar à vitória nas ruas de Valência.

"Estou largando com alguém que ganhou a corrida no ano passado, então espero que isso também me ajude", disse, se referindo ao desenho do capacete de Felipe Massa, pintado no topo do seu próprio casco.

Barrichello também comemorou largar à frente dos rivais na luta pelo campeonato, mas lamentou largar do lado sujo. "Estar na frente do meu companheiro de equipe [o líder do campeonato Jenson Button] e dos carros da Red Bull [o vice-líder Mark Webber e o terceiro Sebastian Vettel] já é uma vantagem, embora o grid esteja invertido com relação ao ano passado, então não largo do lado ideal."

MCLAREN

O brasileiro reconhece a franca evolução da McLaren, que venceu o último GP, na Hungria, e marcou a pole neste sábado, ambos com Lewis Hamilton, mas vê vantagem por largar com mais combustível.

"Eles estão bem, estão fortes. Mas por eles estarem mais leves, já me dá um gostinho de "pole virtual". Se fosse já pelas regras do ano que vem, de treinar com o tanque vazio, estaria na briga pela pole", disse Barrichello, que aposta numa boa largada para vencer.

"Largada é sempre largada. Eles [Heikken Kovalainen, da McLaren, sai em segundo] podem patinar na saída e só depois é que irão usar o kerns. Mas a distância da largada até a primeira curva não é grande, então a peça não deve fazer tanta diferença", avaliou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Rubens BarrichelloBrawnGP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.