Tolga Bozoglu/AP
Tolga Bozoglu/AP

Em treino com batida e cachorro na pista, Hamilton é o mais rápido no Bahrein

Inglês mais uma vez domina e faz bonito em treino cheio de curiosidades

Redação, Estadão Conteúdo

27 de novembro de 2020 | 14h26

Com domínio absoluto do início ao fim das atividades de pista nesta sexta-feira, o inglês Lewis Hamilton foi o mais rápido do dia nas duas primeiras sessões de treinos livres para o GP do Bahrein de Fórmula 1, a 15.ª e antepenúltima etapa da temporada de 2020. Melhor no treinamento do início da tarde (horário local), o piloto da Mercedes repetiu a dose à noite e cravou a marca de 1min28s971.

O agora heptacampeão mundial da categoria foi mais de três décimos (0s347) veloz que o holandês Max Verstappen, segundo colocado com a Red Bull com o tempo de 1min29s318. Do primeiro para o segundo treino livre, o piloto da escuderia austríaca superou o finlandês Valtteri Bottas, companheiro de Hamilton na Mercedes, que ficou em terceiro lugar com 1min29s336.

A segunda sessão de treinos livres ficou marcado por dois fatos. O primeiro, próximo da metade dos 90 minutos de atividade, foi o acidente de Alexander Albon. Pressionado e sob risco de perder a vaga na Red Bull em 2021, o tailandês perdeu o controle do carro na entrada da reta do circuito de Sakhir e bateu forte na proteção de pneus.

O incidente gerou bandeira vermelha e a sessão ficou parada por mais de 10 minutos. Quando a pista foi liberada novamente e alguns carros entraram na pista, um cachorro invadiu o traçado e o treino foi paralisado mais uma vez por alguns minutos até que o animal fosse retirado, em segurança, pelos fiscais.

O alemão Sebastian Vettel, em ótimo humor depois do pódio conquistado com a Ferrari há duas semanas na Turquia, se divertiu e divertiu a todos com sua reação ao saber da presença do cãozinho. "Se eu soubesse que cachorros eram permitidos, eu teria trazido os meus", antes de cantar trecho da música "Who let the dogs out", sucesso do grupo Baha Men.


Já Hamilton se preocupou com seu cachorro, que o acompanha nas corridas nesta temporada. Ao ser informado de um animal na curva 1, disse: "Espero que não seja Roscoe".


Na volta do treino, o mexicano Sergio Pérez novamente andou bem com a Racing Point e ficou em quarto lugar, à frente do australiano Daniel Ricciardo, da Renault, que fechou a lista dos cinco primeiros. O francês Pierre Gasly, da AlphaTauri, outro com bom desempenho nesta sexta-feira, foi o sexto, seguido pelo inglês Lando Norris, da McLaren, e do canadense Lance Stroll, da Racing Point. O russo Daniil Kvyat, da AlphaTauri, foi o nono, enquanto que Albon ficou em 10.º lugar com o tempo obtido antes do acidente.


Mais uma vez a Ferrari decepcionou. Vettel obteve a 12.ª colocação e o monegasco Charles Leclerc teve um piora em seu rendimento com relação ao primeiro treino livre e fechou na 14.ª posição.


Os pilotos voltarão a acelerar em Sakhir neste sábado com o terceiro treino livre às 8 horas (de Brasília). A sessão de classificação para a definição do grid de largada começará às 11 horas. A largada para o GP do Bahrein será às 11h10 do domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Lewis Hamilton

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.