Srdjan Suki/Efe
Srdjan Suki/Efe

Em treino dominado pela Mercedes, Hamilton termina o dia na frente em Mônaco

Pentacampeão do mundo supera concorrência com Valtteri Bottas para cravar melhor tempo

Redação, Estadão Conteúdo

23 de maio de 2019 | 12h22

A possibilidade de a Mercedes conquistar a sexta dobradinha na temporada 2019 da Fórmula 1 é real. Nesta quinta-feira, a equipe dominou o segundo treino livre para o GP de Mônaco, com seus pilotos ocupando as duas primeiras posições da atividade e do dia, com o britânico Lewis Hamilton sendo o mais rápido.

Hamilton chegou ao GP de Mônaco, a sexta das 21 etapas do campeonato da Fórmula 1 neste ano, embalado pela vitória na corrida anterior, o GP da Espanha, resultado que o colocou na liderança do Mundial de Pilotos. E dominou o dia no circuito de rua de Montecarlo.

Além do domínio da Mercedes, as atividades desta quinta-feira em Montecarlo ficaram marcadas por homenagens a Niki Lauda, que faleceu no início da semana. O alemão Sebastian Vettel usou um capacete todo vermelho e com o nome do austríaco, enquanto a Mercedes colocou uma estrela vermelha nos seus carros para lembrar o seu presidente não-executivo.

Após ser o mais rápido do primeiro treino livre, Hamilton melhorou o desempenho na segunda atividade, quando cravou o tempo de 1min11s118 na mais rápida das suas 41 voltas. Seu companheiro de equipe e nesse momento principal concorrente na briga pelo título, o finlandês Valtteri Bottas, foi o segundo colocado com uma desvantagem de 0s081 para o britânico, com a marca de 1min11s199.

O alemão Sebastian Vettel foi o terceiro colocado ao marcar 1min11s881 com a sua Ferrari, mas a distância de 0s763 para Hamilton indica a dificuldade para a equipe italiana ser competitiva na disputa com a Mercedes na sequência do fim de semana do GP de Mônaco.

O francês Pierre Gasly, da Red Bull, veio logo atrás, na quarta posição, com 1mi11s938, sendo o último piloto a cravar uma volta em menos de 1min12 no segundo treino livre em Montecarlo. E o tailandês Alexander Albon, da Toro Rosso, foi a surpresa da atividade ao fechar o segundo treino livre na quinta posição.

Após chegar a brigar pela liderança no primeiro treino livre, ficando na segunda posição, o holandês Max Verstappen teve problemas com a sua Red Bull e terminou a sessão vespertina (no horário local) apenas em sexto lugar. O dinamarquês Kevin Magnussen, da Haas, foi o sétimo colocado.

Logo depois, vieram os dois carros da Alfa Romeo, com o italiano Antonio Giovinazzi em oitavo lugar e o finlandês Kimi Raikkonen na nona posição. Já o monegasco Charles Leclerc, competindo em casa, fechou a relação dos dez primeiros colocados do segundo treino livre em Montecarlo com a sua Ferrari.

As atividades do GP de Mônaco serão retomadas no sábado, quando serão disputados o terceiro treino livre, a partir das 7 horas (de Brasília) e a sessão de classificação, às 10h. A largada para a prova ocorrerá às 10h10 de domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
automobilismoFórmula 1Lewis Hamilton

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.