Jorge Guerrero/AFP
Jorge Guerrero/AFP

Em treino maluco, Bottas volta a liderar e Hamilton fica apenas com oitavo tempo

Incêndio, rodadas, batidas na reta, dentre outros momentos, marcaram o treino livre do GP de Portugal

Redação, Estadão Conteúdo

23 de outubro de 2020 | 14h09

Aconteceu de tudo um pouco na segunda sessão de treinos livres para o GP de Portugal, nesta sexta-feira, no circuito de Portimão, no Algarve. O finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, voltou a ser o mais rápido, como fizera na primeira sessão pela manhã, com a melhor de suas 32 voltas em 1min17s940, seguido pelo holandês Max Verstappen, da Red Bull (1min18s535). O britânico Lewis Hamilton foi apenas o oitavo (1min19s308), atrapalhado no seu melhor giro pelo russo Daniil Kvyat (AlphaTauri).

Como ocorreu na primeira sessão, os pneus demoraram para aquecer e as rodadas foram inevitáveis. O mexicano Sergio Pérez (Racing Point), Daniil Kvyat e o alemão Sebastian Vettel (Ferrari) saíram da pista, mas sem gravidade. O momento mais bizarro ocorreu nos momentos finais da prática, quando Verstappen e o canadense Lance Stroll (Racing Point) se chocaram no final da reta de chegada. Por sorte, o choque foi leve.

Um incêndio na AlphaTauri de Pierre Gasly paralisou o treino. O piloto francês até saiu rápido do carro, mas os fiscais demoraram para chegar no local e controlar o fogo.

Os primeiros 30 minutos foram usados pelas equipes para testarem os modelos de pneus que serão utilizados na próxima temporada. A vibração foi tão intensa, que Hamilton reclamou bastante pelo rádio com a equipe e logo foi para os boxes fazer a troca.

O bom desempenho foi da McLaren que marcou o terceiro melhor tempo com o britânico Lando Norris (1min18s743) e o quinto com o espanhol Carlos Sainz (1min19s113). A Ferrari colocou o monegasco Charles Leclerc em quarto (1min18s838) e Vettel em sexto (1min19s175).

Hamilton lidera o campeonato, com 230 pontos, contra 161 de Bottas. Eles voltam à pista portuguesa neste sábado, quando o grid de largada será definido no treino marcado para as 10 horas. E, no domingo, a corrida terá início às 10h10.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Valtteri Bottas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.