Bryn Lennon / Reuters
Bryn Lennon / Reuters

Emocionado, Pérez comemora 1ª vitória na Fórmula 1: 'Espero não estar sonhando'

Piloto mexicano triunfa após 190 corridas na categoria e quebra longo jejum do país

Redação, Estadão Conteúdo

06 de dezembro de 2020 | 20h01

O mexicano Sergio Pérez esperou dez anos para concretizar o sonho de subir no lugar mais alto do pódio da Fórmula 1. Ganhou o GP de Sakhir, neste domingo, e não segurou as lágrimas ao comemorar a vitória.

"Estou um pouco sem palavras", afirmou, antes de caminhar, chorando de emoção, até o pódio. "Espero não estar sonhando, sabe, porque sonhei tantos anos estando neste momento. Dez anos, dez anos isso me levou. Incrível. Quer dizer, não sei o que dizer."

O mexicano da Racing Point ganhou após disputar 190 corridas. Justamente num dia que poderia ser desastroso após cair para último logo na primeira volta. "Depois da primeira volta, a corrida havia acabado, assim como no fim de semana passado," disse Pérez, que sofreu um problema mecânico. "Mas era não desistir, se recuperar, ir em frente, apenas fazer o melhor que pudesse. Nesta temporada, a sorte não esteve conosco, mas finalmente conseguimos."

A sorte realmente ajudou o mexicano desta vez. A vitória parecia certa para a Mercedes. Até a equipe cometer erro na estratégia de pit stop com entrada do safety car e tirar chance de seus pilotos, especialmente de George Russell.

Perez acabou assumindo a primeira posição e acabou levando o carro à inédita vitória. "Acho que hoje vencemos por mérito. Tivemos alguns problemas, mas no final o meu ritmo foi forte o suficiente para segurar o George (Russell), que fez uma corrida fantástica."

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Racing Point

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.