Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Julio Muñoz/EFE - 07/02/2012
Julio Muñoz/EFE - 07/02/2012

Empresário promete um Massa 'bem diferente' na F1

Nicolas Todt afirma que piloto brasileiro parece apresenta confiança na pré-temporada

AE, Agência Estado

08 de fevereiro de 2012 | 09h27

ROMA - Depois de amargar mais uma temporada muito ruim na Fórmula 1, Felipe Massa viverá um ano decisivo pela Ferrari. O brasileiro precisa reagir e mostrar resultados mais expressivos se quiser continuar correndo pela equipe em 2013 e para também poder sonhar com a conquista do seu primeiro título mundial. E o empresário do piloto, Nicolas Todt, mostrou confiança de que o seu pupilo irá reagir na categoria e voltará a brigar diretamente pelas vitórias em 2012.

"A temporada de Massa em 2011 foi muito decepcionante, e ele é o primeiro a admitir isso. No final do último ano, ele já estava consciente de que precisava de uma volta por cima", ressaltou o agente, em entrevista para a revista italiana Autosprint, na qual em seguida prometeu que o piloto será mais competitivo do que foi nos últimos anos - o brasileiro não ganha uma prova desde o GP do Brasil de 2008.

"Conversei muito com ele, com os engenheiros e com Stefano Domenicali (chefe da Ferrari) para tentar analisar tudo o que poderia ser melhorado. Tenho de dizer que vi um Felipe mais confiante nas primeiras semanas de 2012. Precisamos de confirmação na pista, mas sinto que veremos um Massa bem diferente do de 2011", completou.

Apesar da confiança de Todt, Massa não empolgou a torcida ferrarista no primeiro dia de testes coletivos de pré-temporada da Fórmula 1, realizados na última terça-feira, em Jerez de la Frontera, na Espanha. Ele foi apenas o nono colocado entre os 12 pilotos que foram para a pista.

Já na temporada passada, Massa não conseguiu sequer subir ao pódio durante todo o Mundial, no qual foi amplamente superado pelo seu companheiro de equipe, Fernando Alonso. O brasileiro somou apenas 118 pontos, contra 257 do espanhol. Desta forma, terminou o campeonato na sexta posição, bem atrás do inglês Lewis Hamilton, da McLaren, que ficou em quinto ao contabilizar 227. Alonso foi o quarto no geral.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1FerrariFelipe Massa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.