Entidades movem ações contra Ferrari

A reação diante da polêmica decisão da Ferrari, domingo, na Áustria, saiu do campo do estarrecimento para transformar-se em ações práticas. As associações de defesa do consumidor da Áustria e da Itália entraram com ações judiciais contra a equipe italiana e seus pilotos, Michael Schumacher e Rubens Barrichello, por "fraudarem o resultado da competição". "Não permitiremos que a Ferrari nos tome por tontos", afirmou o promotor da denúncia, Wolgang Poeltl.Na Itália, a Codacons entrou na Justiça apenas contra a Ferrari, enquanto a SOS Italia incluiu Schumacher e Barrichello na ação. O presidente da entidade, Diego Volpe Pasini, sugeriu que as casas de apostas retirem do programa a Fórmula 1, por "ser manipulada."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.