Entrevista de Schumacher causa rumores

Michael Schumacher convocou uma entrevista coletiva para esta quarta-feira, em Monza, onde algumas equipes começam três dias de testes para o GP da Itália de Fórmula 1, dia 12 de setembro. A "convocação?? seria normal, não fosse o fato de que, nas seis vezes anteriores em que foi campeão mundial, o alemão não ter tomado tal tipo de atitude. A mudança de comportamento foi o suficiente para a imprensa européia começar a especular sobre a possibilidade de o piloto da Ferrari anunciar sua aposentadoria das pistas. Os defensores desta tese acreditam que, aos 35 anos, sete títulos mundiais, 82 vitórias e dono de praticamente todos os recordes na Fórmula 1 - tem, por enquanto, três poles positions a menos que as 65 conquistadas por Ayrton Senna -, anunciaria que já não tem mais o que fazer na categoria. Claro que o heptacampeão não deixaria as pistas imediatamente, mas sim ao fim de seu contrato atual com a Ferrari, no final de 2006. Este seria o principal assunto que Schumacher trataria amanhã. Na Itália, porém, o que se comenta é que o alemão somente decidiu convocar a entrevista coletiva, pois falou rapidamente sobre sua conquista em Spa-Francorchamps e quer dar mais detalhes sobre o título. Estranho, já que o número de jornalistas presentes em Monza deve ser bem menor do que os que estiveram na Bélgica.

Agencia Estado,

31 Agosto 2004 | 18h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.