Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Enzo Fittipaldi é o estreante mais rápido em teste de categoria de acesso da Indy

Neto do lendário Emerson Fittipaldi, ele terminou três das cinco sessões entre os dez primeiros colocados

Redação, Estadão Conteúdo

06 de abril de 2021 | 23h14

Após se destacar na Europa, Enzo Fittipaldi quer brilhar também nas pistas dos Estados Unidos. E o neto de Emerson, bicampeão mundial de Fórmula 1, já começou a mostrar do que é capaz na Indy Pro 2000, divisão de acesso da Fórmula Indy. Nesta semana, tornou-se o estreante mais rápido dos testes da pré-temporada da Pro 2000.

"Fomos evoluindo bem ao longo das cinco sessões de testes. Foram dois dias importantes para conhecer melhor o carro e seguir com a preparação para a temporada. Tenho certeza de que vamos melhorar ainda mais e temos um carro que pode brigar por vitórias neste ano. Ainda temos muito trabalho pela frente, mas foi um bom começo", avaliou Enzo.

Ele terminou três das cinco sessões entre os dez primeiros colocados. Na sessão final, o piloto da equipeAndretti e RP Motorsport foi o terceiro mais veloz no circuito de Barber, na cidade de Birmingham, no Alabama.

A disputa da categoria de acesso à Indy marca uma reviravolta na carreira do jovem piloto. Aos 19 anos, ele vem de títulos na Fórmula 4 Italiana (2018) e do vice na Fórmula Regional Europeia (2019). No ano passado, competiu na FIA F3 em 2020.

"Estou muito empolgado para as corridas que vamos disputar neste ano. Quero aprender muito neste primeiro ano na categoria e vamos em busca de grandes conquistas com pódios e vitórias. Estou em uma excelente equipe, com uma ótima estrutura e vamos trabalhar bastante em conjunto para começar com tudo já em Barber", projetou o piloto.

A temporada da Indy Pro 2000 terá início entre os dias 15 e 18 de abril, no mesmo circuito de Barber, com as duas primeiras etapas do ano. Ao todo, serão 18, divididas em nove finais de semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.