Equipamentos da F-1 começam a chegar a Interlagos

SÃO PAULO - Aos poucos o cenário da 39.ª edição GP do Brasil de Fórmula 1 vai sendo montado. Nesta quarta-feira chegou a Interlagos o primeiro lote dos equipamentos, procedente da Coreia do Sul, onde se disputou a última corrida, no domingo.

AE, Agência Estado

27 de outubro de 2010 | 20h43

E nesta quinta um novo comboio de caminhões transportará o material da organização e das equipes do Aeroporto de Viracopos, em Campinas, para o circuito. A corrida, no próximo dia 7, a penúltima do calendário, pode apontar o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, como campeão do mundo.

No autódromo, os organizadores vão concluir nesta quinta a instalação do "softwall" (muro mole) na área externa da curva do Café, no início da Reta dos Boxes, o ponto crítico quanto à segurança nos 4.309 metros do traçado. O objetivo é evitar que o carro que colidir no muro, a cerca de 260 km/h, volte ao meio da pista, o que poderia provocar um acidente com sérias consequências.

Em dezembro de 2007, Rafael Sperafico, da Stock Light, morreu ao ser atingido em cheio depois de colidir no muro onde agora há o "softwall" e regressar ao asfalto. O "softwall" absorve parte da energia do choque, deslocando o carro menos do que se o impacto fosse na superfície de alvenaria. A tecnologia já é usada em Indianápolis, nos Estados Unidos, com sucesso.

O "softwall" será instalado ao longo de 221 metros. Outras novidades são a utilização de tinta antiderrapante e grama sintética em áreas de escape.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Interlagos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.