Equipe Campos nega que ficará fora da abertura da F-1

Escuderia afirma que dificilmente participará dos treinos da pré-temporada, mas que correrá no Bahrein

AE-AP, Agencia Estado

26 de janeiro de 2010 | 16h39

A equipe Campos, que irá estrear na Fórmula 1 neste ano, negou nesta terça-feira que exista a possibilidade de ficar fora da primeira prova do Mundial, que será realizada no Bahrein, no dia 14 de março.

O chefe de estratégia da equipe espanhola, Daniel Eisen, reconheceu que dificilmente a equipe poderá participar dos treinos de pré-temporada, em fevereiro, mas garantiu que "os carros estão muito adiantados" no seu processo de preparação. "Temos um piloto contratado e a intenção de ir a Bahrein para a primeira corrida", ressaltou.

Até agora, a Campos confirmou apenas o brasileiro Bruno Senna como um de seus pilotos para a temporada de 2010 e ainda luta para contratar o seu segundo titular. E o fato de a escuderia estreante passar por problemas financeiros gerou dúvidas sobre a sua participação no Mundial a partir da primeira prova.

Até o chefe da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, colocou em dúvida a presença da Campos e de outra escuderia estreante, a USF1, insinuando que elas não teriam recursos suficientes para marcar presença na categoria já a partir da prova do próximo dia 14 de março.

"Não é segredo que estamos negociando com investidores e patrocinadores, mas tudo caminha de acordo com os nossos planos", garantiu Eisen, em meio aos questionamentos vindos até da própria cúpula da F-1.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Camposvelocidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.