José Mario Dias/Divulgação
José Mario Dias/Divulgação

Equipe Fittipaldi une duas gerações para ganhar desafio de kart

Para a prova de 500 milhas, que será em Penha (SC), time terá veteranos como Christian Fittipaldi e novatos como Felipe Fraga

O Estado de S. Paulo

11 de dezembro de 2014 | 17h53

A equipe Fittipaldi Voxx Racing mistura duas gerações do automobilismo brasileiro para tentar ganhar as 500 milhas de Kart KGV, no próximo sábado, em Penha (SC). Os treinos livres tiveram início na quarta-feira e nesta sexta é dia da tomada de tempos para a definição do grid de largada.

O time tem como pilotos  os veteranos Christian Fittipaldi, Vitor Meira e Danilo Dirani no kart 1 e os jovens Felipe Fraga, Pedro Piquet e Adibe Marques no kart 2 estão animados e ansiosos para a disputa de mais uma 500 Milhas. A equipe já treinou com os dois karts e a performance agradou. No total, 53 karts já participaram dos treinos iniciais. O melhor resultado da equipe Fittipaldi Voxx Racing foi o terceiro lugar no segundo treino livre.

Aos 43 anos e com passagem pela Fórmula 1, Christian Fittipaldi vê na competição uma chance de matar a saudade do início de carreira. "Estou bem animado e, pelos primeiros treinos, acredito que estaremos bem competitivos com os dois karts. A equipe tem um histórico bom nesta prova, mas é uma corrida muito longa, então é preciso muita concentração, resistência, estratégia e um pouquinho de sorte também", afirmou o tetracampeão da prova.


A oportunidade de disputar a prova também anima o garoto tocantinense Felipe Fraga, a revelação da temporada da Stock Car. "Na tomada, nossa meta é tentar classificar os dois karts entre os 10 primeiros, o que seria perfeito", comentou.

A prova, que será disputada no parque de Beto Carreiro World, terá a duração aproximada de 11h45 min, com largada marcada para às 10h da manhã e transmissão pelo SporTV.

Tudo o que sabemos sobre:
velocidadekart500 milhasautomobilismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.