Equipe Williams desenvolve túnel de vento virtual

Escuderia inglesa quer melhorar a potência dos carros para as próximas provas da temporada

EFE,

17 de julho de 2007 | 22h27

A equipe Williams, da Fórmula 1, apresentou nesta terça-feira um novo supercomputador, criado pela empresa Lenovo, que recria um túnel de vento virtual para melhorar os resultados dos carros, informou a empresa. Segundo George He, vice-presidente executivo e diretor de tecnologia da Lenovo, o processo deixa os veículos quatro vezes mais potentes e precisos. O novo sistema de simulação aerodinâmica possui 120 sensores que recolhem as variáveis de rendimento do veículo e o comportamento dos pilotos. Com isso, a influência das correntes de ar ao redor do carro e das forças de arrasto na velocidade pode ser avaliada. "A aerodinâmica varia entre as diferentes curvas e circuitos, por isso cada mudança deve ser revisada para otimizar o rendimento, o que se torna mais fácil graças aos testes virtuais", afirmou Alex Burns, diretor da Williams. O equipamento estará nas instalações de simulação de túnel aerodinâmico da Williams, no Reino Unido. 

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Williams

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.