Reprodução
Reprodução

Equipes ameaçam boicotar GP da Austrália, diz jornal

Acidente com Alonso deixa escuderias inseguras com os carros

O Estado de S. Paulo

04 Março 2015 | 13h27

O acidente do espanhol Fernando Alonso durante os testes de pré-temporada da Fórmula 1 já pode levar algumas equipes a boicotarem a etapa de abertura do Mundial, na Austrália, no dia 15. De acordo com o jornal alemão Bild, a hipótese de que o piloto da McLaren levou uma descarga elétrica dentro do cockpit teria colocado a segurança da categoria sob dúvidas.

A forte batida em Barcelona, aliás, vai deixar o espanhol fora da corrida australiana por recomendação médica. O dinamarquês Kevin Magnussen será o substituto. A McLaren, no entanto, nega que o acidente tenha sido causado por choque e alega que uma forte rajada de vento teria causado a perda de controle do carro.

Porém, segundo uma emissora de TV da Itália, Alonso teria contado a amigos que sentiu um choque nas costas antes da batida. O Bild afirma que como não há informações reveladoras sobre o acidente, as equipes estão descontentes e pedem para a competição não continuar enquanto o problema ocorrido com Alonso não seja esclarecido.

A batida fez o espanhol passar três dias internados no Hospital Geral da Catalunha e adiar a reestreia pela McLaren. O bicampeão mundial correu pela equipe em 2007 e foi terceiro colocado no campeonato.

Mais conteúdo sobre:
velocidade Fórmula 1 Fernando Alonso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.