Equipes da F-1 estudarão alternativas ao limite orçamentário

Entre as propostas estão a redução do uso do túnel do vento ou o congelamento dos motores de baixo custo

EFE

18 de maio de 2009 | 13h10

MONTECARLO - A Associação de Escuderias da Fórmula 1 (Fota, em inglês) se reunirá nesta terça-feira em Mônaco para estudar alternativas ao projeto do limite orçamentário de 45 milhões de euros aprovado pela Federação Internacional de Automobilismo para o ano que vem.

Veja também:

tabela F-1: classificação do Mundial

especial Confira o calendário da temporada

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

O novo encontro se deve à fracassada reunião da última sexta entre a Fota, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e Bernie Ecclestone, detentor dos direitos comerciais da F-1, em Londres.

Entre as ideias propostas estão a redução do uso do túnel do vento ou o congelamento dos motores de baixo custo. As informações são do jornal The Guardian.

Cinco dias antes do Grande Prêmio de Mônaco, as equipes voltarão a falar sobre economia em tempos de crise.

Segundo o Guardian, Mosley deu até os treinos livres de sexta para que as equipes pensem em alternativas - exatamente uma semana antes do fim do prazo de apresentação de concorrentes para 2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.