Escuderias da Fórmula 1 chegam a acordo sobre a utilização de difusor

Dispositivo usado nos carros vinha causando polêmica nas últimas semanas

AE, Agência Estado

14 de julho de 2011 | 11h54

PARIS - A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) informou nesta quinta-feira, por meio de um comunicado oficial, que as equipes da Fórmula 1 chegaram a um acordo sobre o uso do difusor soprado. O dispositivo usado nos carros da categoria vinha causando polêmica nas últimas semanas, com as escuderias não se entendendo quanto à sua regulamentação.

A entidade explicou que o acordo prevê as mesmas regras do GP da Europa, em Valência. Com isso, o uso do difusor fica liberado mesmo quando o piloto não estiver acelerando. No entanto, está proibida a alteração do mapeamento dos motores entre o treino de classificação e a prova.

"Esta pareceu ser a solução mais sensível para um problema muito complicado, já que a possibilidade de encontrar uma solução alternativa, que seria justa para todas as equipes, estava ficando bastante improvável", afirmou a FIA no comunicado.

Ainda de acordo com a nota, a interferência na questão por parte da entidade foi necessária porque algumas equipes estavam utilizando o mapeamento de forma extrema, considerada ilegal, e porque "a liberdade sem controle poderia resultar em escuderias tendo significante desenvolvimento durante a temporada".

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1FIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.