Espanha quer evitar manifestações racistas na F-1

Manifestações racistas durante treinos em Barcelona ainda repercutem no meio esportivo

Efe

08 de fevereiro de 2008 | 18h24

Representantes do Real Federação Espanhola de Automobilismo e dos circuitos nos quais são realizados os testes da Fórmula 1, se reuniram em caráter de urgência, nesta sexta-feira, com o objetivo de tomarem iniciativas para erradicar focos de racismo, como o que aconteceu há alguns dias em Barcelona.A reunião começou com uma ampla exposição dos representantes dos circuitos onde acontecem testes de Fórmula 1 sobre as medidas que vêm sendo tomadas em suas instalações, chegando à conclusão de que os dispositivos de segurança freqüentes são de alta eficácia. No entanto, e considerando os episódios pontuais que aconteceram, decidiram reforçar e aumentar estas medidas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.