Bryn Williams/EFE - 8/6/2011
Bryn Williams/EFE - 8/6/2011

Especialista da ONU defende a volta do GP do Bahrein à Fórmula 1

Para Mahmoud Cherif Bassiouni, quarta etapa do Mundial é uma oportunidade para união do país

AE, Agência Estado

21 de fevereiro de 2012 | 12h58

MANAMA - O chefe de um grupo independente que analisa a situação do Bahrein respaldou a realização de uma corrida de Fórmula 1 no país. Mahmoud Cherif Bassiouni (ONU), especialista em crimes de guerra da Organização das Nações Unidas, avaliou que a prova oferece a oportunidade para que o país se una "depois de tudo o que aconteceu no ano passado".

Bassiouni envio uma carta ao diretor do Circuito Internacional do Bahrein, Zayed Alzayani, depois do começo da venda de ingressos para a corrida, no dia 22 de abril. Ele também mandou a missiva a Bernie Ecclestone, chefão da Fórmula 1. O especialista da ONU indicou que a corrida é "um evento nacional importante" que é de "grande interesse" para a maioria das pessoas na nação do Golfo Pérsico.

O GP do Bahrein do ano passado abriria a temporada, mas foi cancelado devido à situação de instabilidade provocada pelas manifestações da população xiita contra os líderes sunitas do país.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP do Bahrein

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.