Hiroshi Yamamura/EFE<br>
Hiroshi Yamamura/EFE

'Estado de Bianchi é crítico, porém estável', revela assessor da FIA

Porta-voz diz que francês será tratado por médico que cuidou da saúde de Schumacher após acidente de esqui; assista o acidente

Estadão Conteúdo

06 de outubro de 2014 | 13h01

Depois de horas de silêncio sobre o estado do piloto Jules Bianchi, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) se manifestou sobre o francês nesta segunda-feira, um dia depois do grave acidente ocorrido no GP do Japão de Fórmula 1, em Suzuka. De acordo com a assessoria da entidade, Bianchi apresenta condição "crítica, porém estável".

"Bianchi apresenta uma condição crítica, porém estável. É tudo o que posso dizer. Estou dando essas informações em nome dos pais de Jules", declarou o assessor de imprensa da FIA, Matteo Bonciani.

O porta-voz da entidade revelou ainda que o presidente da comissão médica da FIA, Gerard Saillant, está a caminho do Japão, assim como o empresário do piloto, Nicolas Todt. Saillant supervisionou o tratamento de Michael Schumacher logo após o acidente de esqui do ex-piloto, ainda em recuperação.

A FIA se manifestou sobre o estado de saúde de Bianchi apenas uma vez, ainda no domingo, ao anunciar que o piloto seria submetido a uma cirurgia por causa de uma "grave" lesão na cabeça. Nem a entidade e nem a Marussia, equipe do francês, emitiram nota sobre o resultado da operação, considerada bem-sucedida.

Nesta segunda, a Marussia pediu "paciência e compreensão" em relação às atualizações sobre o estado do piloto. A equipe alegou que esperava a chegada dos familiares de Bianchi para decidir como procederia quanto às novidades do caso. Philippe e Christine Bianchi, pais de Jules, desembarcaram no Japão nesta segunda. Já o Mie General Medical Center, onde ele está internado, avisou que não se manifestaria publicamente sobre a evolução do paciente.

Bianchi sofreu grave acidente na 43ª volta do GP do Japão, disputado sob forte chuva neste domingo. Ele perdeu o controle do carro na Curva 7 e acabou atingindo um guindaste que estava removendo do circuito a Sauber de Adrian Sutil - o alemão havia batido no mesmo lugar uma volta antes.

A FIA não divulgou as imagens do acidente, nem mesmo durante a transmissão ao vivo da corrida. Mas vídeos do choque já circulam pela internet. Um deles, filmado por um fã das arquibancadas do circuito, mostra o exato momento do acidente. Bianchi atravessa a área de escape em alta velocidade, atinge o guindaste e só para no muro de proteção.

Acidente de Jules Bianchi no Gp do Japão 2014 por sportracenews

Parte do seu carro passa embaixo do guindaste, que chega a ser erguido por causa do forte choque e derruba a Sauber, então pendurada, no chão. Em seguida, os fiscais e médicos correm para atender o piloto no local do acidente. O choque causa nova entrada do safety car na pista e obriga a direção de prova a encerrar a corrida antes do fim - foram completadas apenas 44 das 53 voltas previstas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.