EFE/Valdrin Xhemaj
EFE/Valdrin Xhemaj

'Estou um pouco feliz, não totalmente', diz Vettel após liderança em treino

Piloto ainda classificou o circuito em Sochi como "complicado"

O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2017 | 18h50

O alemão Sebastian Vettel não tem do que reclamar neste início de temporada de Fórmula 1. Depois de anos assistindo à hegemonia da Mercedes, finalmente voltou à briga pelas vitórias e triunfou em duas das três provas disputadas até o momento. Nesta sexta, foi o mais rápido do primeiro dia de treinos livres para o GP da Rússia, em Sochi, mas nem isto o deixou completamente satisfeito.

"Acho que nós evoluímos, então posso estar um pouco feliz, mas não totalmente. Tivemos um início difícil nesta manhã e levou um tempo para aumentar a velocidade. Eu tenho certeza que podemos fazer mais. Acho que neste circuito você precisa se sentir confiante. Há muitas curvas, que parecem iguais no papel, no carro", comentou.

Depois de uma primeira sessão complicada, em que foi apenas o quinto colocado ao marcar 1min37s230, Vettel deixou para trás os concorrentes na parte da tarde ao cravar 1min34s120. O alemão ganhou moral com o resultado e, agora, acredita que vai lutar pela pole position no treino classificatório deste sábado, apesar de apontar novamente a Mercedes como favorita.

"Eu sofri um pouco nesta manhã, mas acho que entendemos o que precisamos. Nós sempre lutamos pela pole position, isso é claro, mas no papel esta pista parece beneficiar mais a Mercedes. Eles não mostraram tudo hoje e não tiveram uma volta juntos. Então, precisamos ver", considerou.

Vettel ainda classificou o circuito em Sochi como "complicado" e pediu mudanças para o futuro. "É um pouco complicado fazer tudo certo aqui. Eu gostaria que plantassem mais árvores próximas à pista para que pudesse haver mais referências", comentou.

Companheiro de Vettel na Ferrari, o finlandês Kimi Raikkonen mostrou-se bem mais satisfeito que o colega, mesmo tendo sido o segundo mais rápido do dia. Pela manhã, ele liderou a sessão, com 1min36s074, mas à tarde ficou logo atrás do alemão, ao marcar 1min34s383.

"Foi uma boa sexta-feira. As coisas correram tranquilamente, não tivemos problemas. Estou feliz com o carro, me senti bem desde o início e é sempre mais divertido quando acontece assim. Por enquanto, tudo certo. Mas é apenas sexta-feira, e não temos ideia do que os outros estão fazendo, mas começamos bem e estou bem feliz", analisou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.